Blog do Igor Dalla Rosa Muller

carros.JPG

CAOA Chery: surge um gigante brasileiro

Por Igor Dalla Rosa Muller
Foto Ígor Dalla Rosa Müller

A indústria automotiva do país vai sofrer uma grande transformação e, sem dúvida, o maior beneficiado será o consumidor brasileiro, com reflexos também no Alto Uruguai. Isso porque, neste mês, foi oficializada a marca CAOA Chery, primeira montadora 100 % nacional. A parceria vai revolucionar a indústria automotiva do país, segundo a empresa, e representa um marco nas relações comerciais e industriais entre Brasil e China.

Um olhar mais atento verá que nas ruas de Erechim e região tem modelos da Chery circulando por aí, New QQ, Celer e Tiggo.

Para entender melhor a situação, a CAOA é o maior conglomerado de distribuição e fabricação de automóveis da América Latina. Por sua vez, a Chery é a maior exportadora de veículos chineses. Essa parceria estratégica agrega tecnologia de ponta da indústria chinesa com a experiência do time de engenheiros e tecnólogos da CAOA.

A nova companhia CAOA Chery vai fazer investimentos na ordem de 2 bilhões de dólares nos próximos cinco anos no setor. As duas empresas se tornam sócias em partes iguais, no entanto, a CAOA ficará responsável pela administração do negócio. Dessa parceria vai sair novos carros sedãs e SUVs.

O Grupo CAOA é o maior grupo de concessionárias da América Latina, e um símbolo de qualidade e atendimento aos clientes. Vende cerca de 100 mil veículos por ano no Brasil, e controla atualmente 180 concessionárias das marcas Hyundai, Ford e Subaru. Conta com cerca de 1.100 vendedores especializados, em suas oficinas de serviços trabalham 3.400 profissionais, capacitados para realizar os melhores serviços de pós-venda. A CAOA já ultrapassou a marca de 1.200.000 veículos vendidos desde sua fundação em 1979, gerando mais de 30.000 empregos ao longo dos últimos anos.

A Chery Brasil foi a primeira fabricante chinesa de automóveis a se instalar no país, com investimento de 530 milhões de dólares. Atualmente, comercializa os modelos New QQ, Celer Hatch e Celer Sedan. A Chery já tem cerca de 80 mil clientes no país e uma fábrica com capacidade para 50 mil unidades/ano.

A Chery Automobile Ltda, fundada em 1997, é a maior montadora independente da China, está presente em mais de 80 países e conta com 14 unidades produtivas em 13 países e distritos/regiões, empregando aproximadamente 24 mil funcionários em todo o mundo.

Segundo especialistas, o Brasil é de longe o maior mercado automotivo da América do Sul com grande potencial de crescimento.

A Chery havia prometido no fim do ano passado o lançamento de três SUVs no Brasil, os Tiggo 2, 7 e 9. O auge da empresa no Brasil ocorreu em 2011, quando a marca chinesa vendeu 21,7 mil carros e chegou a ter 108 lojas em operação. Com a queda constante nas vendas, em 2017 teve em torno de 3 mil carros vendidos, com menos de 20 pontos em operação, um deles localizado em Erechim (Redecar).

O ponto de venda de Erechim por muitos meses foi considerado o melhor market share (participação de mercado) da Chery do Brasil, por ter sido o maior percentual de vendas do Sul do país da Chery.  

A nova marca, CAOA Chery promete revolucionar a indústria automotiva do país. A região já está no mapa da empresa, não deve demorar muito para os reflexos do gigantesco empreendimento desembarcar no Alto Uruguai, trazendo tecnologia em novos carros sedãs e SUVs. Aguardar. 

Leia também

Blog dos Colunistas

Publicidade

Horóscopo

Capricórnio
22/12 até 20/01
O dia representa envolvimento num projeto de trabalho com a...

Ver todos os signos

Publicidade