Blog do Gilberto Jasper

image.jpg

Tudo pela democracia

Por Gilberto Jasper
Foto Divulgação

O recrudescimento da crise a partir da greve dos caminhoneiros constituiu amostra do que acontecerá quando chegar o período eleitoral pós-Copa do Mundo. A proliferação de vídeos, áudios e opiniões reflete um pouco da incoerência que circula pelas redes sociais.

Costumo rebater quando ouço que o advento da internet multiplicou a quantidade de idiotas. Na minha opinião, a rede mundial de computadores apenas deu voz e vez a todo tipo de manifestação. Inclusive as mais absurdas, fazendo reverberar de forma intensa posições equivocadas que antes não dispunham de computador ou smarphone.

O clamor em torno de intervenção militar é, de longe, o que mais me choca. Respeito todas as opiniões, mas vivi o período da ditadura no Brasil em que meu pai foi vereador de oposição e afirmo: não gostei nenhum um pouco do que presenciei. Numa intervenção militar, as manifestações que tomaram conta do pais jamais seriam toleradas, seriam prontamente rechaçadas com uso da força. Bloqueios de rodovias, ruas e avenidas, nem pensar Inúmeras greves terminaram com feridos e mortos. Além de desparecidos.

A onda de histeria levou inúmeros amigos e conhecidos meus a postar vídeos que, além de estarem fora do contexto da greve, eram antigos ou se referiam a outros movimentos. O mais lamentável é que não existe sequer cuidado para verificar a data das reportagens. Algumas que recebi era de 2013 e até 2012.

Duvidar, checar, comparar, buscar as fontes. Estas são dicas básicas para não ser enganado pelo sensacionalismo barato que inunda as redes sociais. É impossível conferir todos os conteúdos, mas os mais sensacionalistas devem ser analisados para se evitar a histeria geral que tomou conta do país nos últimos dias.

O uso de robôs para compartilhar conteúdos, criar boatos e inventar e reforçar mentiras foi usado em eleições anteriores com sérios prejuízos à democracia. A eleição de outubro será a mais tecnológica da história do Brasil, dando agilidade à votação e apuração, mas coloca em risco a maior conquista dos brasileiros: a livre manifestação da vontade através do voto.

A tecnologia veio para aperfeiçoar a democracia. Através dela podemos pesquisar os candidatos, conhecer seu passado, experiência e vida pregressa. Existem até aplicativos para saber se o pretendente é “ficha limpa” ou não.

A greve que abalou o Brasil deixou inúmeras lições que devemos assimilar para usar como experiência para o futuro. O consumo e difusão de todo tipo de notícia sem checagem provoca prejuízos, compromete conquistas que custaram sacrifício e até vidas humanas. A democracia é um bem inalienável. Por isso, deve ser defendida sem concessões e espaço para mentiras.

Blog dos Colunistas

Publicidade

Horóscopo

Gêmeos
21/05 até 20/06
Se tem planos para a vida profissional ou anda de olho em...

Ver todos os signos

Publicidade