Blog do Coluna do Leitor

16939492_638958466305195_2224526063357929774_n.jpg

A gente cuida bem dos nossos cem anos

Por Coluna do Leitor
Foto Divulgação

A gente cuida bem dos nossos cem anos

Mozart Lago

Cirurgião dentista                                       

Como não amar e valorizar Erechim. Amar Erechim significa sabê-lo bonito, simbólico e precioso. Amar é querer o melhor, zelar e manter sempre bons carinhos com Erechim.          Não tenho dúvida de que Erechim foi abençoado por ter um povo forte, lutador e sempre presente, que tem a real dimensão de seu legado para cidade, expressos em princípios e valores éticos, mais a simpatia e aquele algo mais que caracteriza nossa alegria de viver aqui.                                           

Quanta história para guardar na nossa rica memória. Bela convivência com a população de Erechim. Tinha a Rádio Erechim com seu diretor Euclides Tramontini, que apreciava sua atividade e fazia a realização de eventos para incentivar a vida social. E nos janeiros dos anos 50/60 organizava o carnaval e a escolha da Rainha do Carnaval. Toda a sociedade se envolvia. Os clubes faziam grande barulho para escolher suas candidatas. A cidade ficava incrementada pela disputa no ritmo do ziriguindum. A Avenida Mauricio andava de salto alto e brilho no olhar, um rebuliço na memória de muitos .                                                                         

E a eleição da majestade do Carnaval era o que bastava para perturbar a sociedade, já que ela iria mandar na cidade, ditar modismo e ser o grande destaque social do ano.                           A

Ah! Mas a escolha às vezes era estranha. Uma vez se deu por compra de votos, fator que favorecia os grandes clubes do centro como o Atlântico, Comércio e Ypiranga, contra os clubes pequenos dos bairros. Então, o Clube Presidente Vargas, da Rua Alemanha, apostou numa bela moça chamada Maria Inês Schober, e no último dia, o presidente do Presidente Vargas, entregou um cheque volumoso para a última compra de votos. E no sábado elegeu sua candidata para a "Rainha do Ano". Fez-se cortejos e desfiles pela avenida, muita festa para a posse. Mas na quarta feira seguinte,a Rádio Erechim foi ao banco e descobriu que o cheque não tinha fundos, que era frio,mas mesmo assim, a posse já havia acontecido, com toda pompa, Maria Inês seguiu rainha até o ano seguinte.

No outro ano a escolha era por tampinhas de cerveja Pérola do  distribuidor Machiavelli. O presidente do Atlântico foi a Caxias do Sul e encheu um caminhão de tampinhas da Cervejaria Pérola  e ganhou a eleição para a senhorita Mirtes Dall'Oglio. Ficou no folclore como o poder dos grandes clubes. Deu muitos comentários pelo ano todo.                                                   

Outra rainha, muito bonita do Atlântico, escolhida por jurados, foi a senhotita Carmen de Oliveira, que namorava o comandante da Varig que por aqui aparecia com frequência com seu uniforme elegante. Certa vez ele deu de presente para Carmen um rádio portátil, uma grande novidade na época e toda a cidade passava na casa da rainha para ver o rádio estranho e a mãe da Carmen com orgulho exibia.                                                     

Belos tempos,belos dias!

Leia também

Blog dos Colunistas

Publicidade

Horóscopo

Câncer
21/06 até 21/07
O dia representa introspecção com a Lua em...

Ver todos os signos

Publicidade