Blog do Rodrigo Finardi

Foto 2.JPG

Mudanças no 1º escalão do governo Schmidt

Por Rodrigo Finardi
Foto Rodrigo Finardi

Mudanças acontecerão na prefeitura de Erechim na próxima semana. No dia 12 de junho assume a titularidade da secretaria da Fazenda, o auditor aposentado do Tribunal de Contas do Estado, Waldir Tomazoni (foto), no lugar de Roberto Fabiani.

Tomazoni se aposentou no ano passado e aceitou o convite do prefeito Luiz Francisco Schmidt: “aceitei com o objetivo de ajudar a administração e a cidade de Erechim”.

O prefeito Schmidt disse que o nome de Tomazoni é o que ele pensa de uma gestão: “fiel aos princípios de técnicos em suas áreas de atuação”.

Roberto Fabiani que é um dos homens forte do Executivo, assume a chefia de gabinete do prefeito, com o objetivo de colocar o governo na rua. Será criado um gabinete de governança para pensar o governo, pensar as ações, com uma gerência geral sobre todas as secretarias e setores da prefeitura.

Com essas mudanças, acaba as especulações de um possível remanejo do secretário de Obras Públicas, Vinícius Anziliero.   

 

Licenças ambientais na pauta

Na próxima quarta-feira (13) o secretário de Meio Ambiente de Erechim, Cláudio Silveira estará em Porto Alegre em agenda na Fepam, para tentar refazer o convênio para licenciamentos ambientais, que foi cancelado recentemente pelo órgão. De acordo com Silveira o cancelamento foi unilateral e os argumentos usados pela Fepam não procedem: “mostramos para eles que está tudo correto nas liberações, respondemos a todos os pontos elencados por eles”.

 

Torcendo pela qualidade do asfalto

O leitor da coluna, Gervásio Finck encaminha e-mail sobre o asfaltamento da Rua Passo Fundo em Erechim: “com o IPTU pago, saúdo o recapeamento asfáltico depois de tantos anos esburacada, com escassas operações de tapa-buracos paliativos. Torcendo que o asfalto seja de boa qualidade e durabilidade”.

 

Mais trocas

Esta semana publiquei na coluna a exoneração de dois diretores da prefeitura de Erechim – de administração e Turismo – que ocupavam cargos de confiança. Essa semana também o chefe do asfalto que é funcionário de carreira e tinha um FG (Função Gratificada) perdeu a função. Em seu lugar assumiu um CC.

 

Qual o futuro da ferrovia em Erechim?   

Esta semana, na quarta-feira (6) o diretor técnico da secretaria de Obras e Habitação de Erechim Harrysson Testa e o representante do legislativo, vereador Ale Dal Zotto participaram de uma reunião na empresa RUMO em Curitiba (empresa que detém a concessão da ferroviária que passa em Erechim – malha sul) com Marcelo Fieder (gestor governamental) e a advogada Giana Custódio.

Testa e Dal Zotto foram sanar dúvidas sobre essa concessão e obtiveram a informação que a mesma vai até 2027, mas tem a intenção de novo contrato até 2057. A questão dos invasores, quais as responsabilidades da RUMO, do Dnit e da Secretaria de Patrimônio da União (SPU) quando se fala da malha sul.

O compromisso firmado é que a empresa virá para Erechim no final do julho quando deverá ser apresentado relatório sobre as responsabilidades de cada um. Um dos pedidos foi negado pela empresa que é o estudo de viabilidade para transportes de cargas na ferrovia, que só será feito após a renovação da concessão.

Nessa conversa inicial o município de Erechim com auxílio da RUMO deverá ter a responsabilidade de realizar um projeto e encaminhar para o Ministério da Cidades para a realocação dos beira-trilhos, questão que ser acordado com o prefeito, mas algumas questões já estão em andamento no Ministério Público Federal.   

Ficou acertado que será criado um grupo de trabalho com todas as instituições envolvidas e resolver as questões sociais para depois realizar a restauração da Estação Ferroviária, autorização de transporte de passageiros, criar uma ciclovia e academia ao ar livre e projetar expectativas de turismo interligando os municípios que passam a ferrovia.  

Blog dos Colunistas

Publicidade

Horóscopo

Virgem
23/08 até 22/09
O dinheiro deve entrar, mas será preciso se...

Ver todos os signos

Publicidade