Blog do Rodrigo Finardi

As leituras internas e externas do que acontece na prefeitura sempre tomam caminhos divergentes.JPG

Não precisa concordar, mas pensem sobre o assunto; videomonitoramento em setores da prefeitura

Por Rodrigo Finardi
Foto Rodrigo Finardi

Não precisa concordar, mas pensem sobre o assunto

A política tem suas peculiaridades. Em quase 20 anos que escrevo, vejo o modus operandi, independentemente de quem está no poder. No caso específico me refiro à prefeitura de Erechim.

Quem está no comando, é cercado por pessoas que ele mesmo colocou. Ou por indicação, ou por conta dos apoios partidários. Internamente, e quase sempre o prefeito é bajulado, todas as suas ações são as mais corretas, com aplausos e tapinhas nas costas quase sempre. Logo, a percepção interna na maioria das vezes destoa com a percepção externa. Os problemas tendem a serem menores que realmente são. E os acertos são elevados a graus estratosféricos.  

Por outro prisma, quem está do lado externo do poder, não fazendo parte das decisões diárias de como governar, acredita piamente que tudo está errado, que o governo não presta, que todos pensam apenas em benefícios próprios. Também é uma leitura míope, pois o único objetivo é ver o circo pegar fogo. Nem que para isso seja suprimida a verdade dos fatos.

Essa lógica faz com que muitas coisas demorem a desabrochar na Capital da Amizade. Tanto do lado interno como do externo do poder. Como já escrevi várias vezes: “as eleições nunca acabam em Erechim”. 

A leitura clara dos fatos é cega em solo boto amarela. Enquanto isso, outras regiões avançam. Ninguém precisa concordar com o que escrevo, mas pelo menos, pensem sobre o assunto.

 

Apostas e conversas de café  

Nos cafés, bancos de praças, rodas de amigos, grupos de WhatsApp o assunto eleições é inevitável. Nos últimos dias até apostas rolam. Primeiro com relação a alguns pré-candidatos que não devem concorrer. E segundo a quantidade de votos que cada um dos nomes, tanto a estadual como federal irão fazer nas urnas. E a tendência que essas conversas aumentem, e as apostam também.

 

66 médicos e as férias

Depois da contratação de quatro clínicos gerais, a prefeitura de Erechim passa a ter 66 médicos nos seus quadros. Com esse número, a população espera que no próximo verão, no período de férias não falte médicos, principalmente nas Unidades Básicas de Saúde. O secretário de Saúde, Jackson Arpini afirma que a contratação desses médicos é para melhorar a retaguarda em função da crescente demanda no inverno e também a cobertura das férias dos profissionais médicos.  

 

O ingrediente da especulação

Recentemente escrevi que após as eleições de outubro, o Executivo erechinense que tem a minoria na Câmara de Vereadores poderá ter o reforço de dois vereadores que hoje estão na oposição. A repercussão foi grande, recebi várias ligações e muitas especulações foram feitas sobre os possíveis nomes.

Diante dessa curiosidade, e os possíveis vereadores ventilados, subiu para quatro essa possiblidade.  A especulação é o ingrediente mais utilizado na política, com objetivo de desestabilizar adversários políticos

 

Videomonitoramento em setores da prefeitura

A prefeitura de Erechim está com licitação aberta, tipo pregão presencial, para instalação de videomonitoramento no parque de máquinas, central de britagem, cemitérios municipais Pio XII e Santa Cruz. As propostas serão conhecidas no dia 25 de julho.

De acordo com o edital o serviço compreende a captura de imagens, gerenciamento, armazenagem, gravação e integração das mesmas com sistemas de controle de acessos. Prevê a utilização de câmeras, conectadas por rede e integradas a aplicativos de rede e sistemas de gerenciamento que permitam analisar vídeos em tempo real remotamente. A instalação deste serviço contempla a implantação de câmeras e as conexões de rede elétrica e rede de sinais de imagens interligadas a uma central de gerenciamento, além da programação dos sistemas.

O pregão presencial será por item e valor global até sair o vencedor do certam. De acordo com o secretário de Obras Públicas Vinícius Anziliero tal medida é para melhorar o controle e reduzir os gastos com vigilância.

 

UTI pediátrica

Nesta sexta-feira (13), representantes da secretaria municipal de Saúde de Erechim, da Fundação Hospitalar Santa Terezinha e da 11ª Coordenadoria Regional de Saúde estarão em Porte Alegre.

Na pauta, audiência com o secretário estadual de Saúde, Francisco Paz para tratar sobre o retorno da UTI pediátrica no Santa Terezinha, assunto que rendeu grande polêmica nas últimas semanas.  O hospital está sem o serviço desde 2015.

  

Acessibilidade

Erechim sedia na próxima terça-feira (17), o Fórum de Acessibilidade, promovido pela Faders - órgão gestor estadual da política pública do setor. Esse assunto evolui um pouco nos últimos anos no município, mas muito tem para ser feito.  Basta olhar o prédio histórico da prefeitura e as entradas do Viaduto Rubem Berta (nos dois sentidos). Isso só para citar dois exemplos.

Blog dos Colunistas

Publicidade

Horóscopo

Libra
23/09 até 22/10
O dia representa pessimismo, preocupação e...

Ver todos os signos

Publicidade