Euro R$ 3,89 Dólar R$ 3,31

Publicidade

Blog de Neivo Zago

Geral

Neivo Zago

Neivo Zago, especialista em Língua Inglesa (Unisinos) e mestre em Línguística (UFSM). Professor de português e de inglês desde 1974, ininterruptamente.

Lecionou em escolas estaduais e particulares (curso de inglês). Atualmente trabalha na URI. 

É colaborador assíduo escrevendo às sextas-feiras sobre assuntos gerais, específicos e temas do cotidiano.

  • Época de encontros e com fraternizações

    Por Neivo Zago

    O momento do calendário civil é propício para a realização de encontros e eventos, quer sejam em nível mais reservado, porém sempre com o intuito de aproximar pessoas, amigos e familiares. Assim aconteceu no final da manhã e parte da tarde do sábado com a grande família do jornal Bom Dia.
    Há sempre um começo, uma primeira vez; no meu caso, foi a estreia e, normalmente, desta é que ficam guardadas boas lembranças, mormente quando a expectativa "o melhor da festa é esperar por ela", não se concretiza. Sábado dia (9), no Parque do Galo, aproximadamente 100 pessoas ocuparam as dependências do pavilhão de bochas, para comemorar mais um ano da ainda incipiente e adolescente caminhada do jornal BD. A maioria dos colaboradores, (a família BD) acompanhados de seus familiares se fez presente.
      Não querendo ser recorrente, mas é muito mais significativo participar de uma celebração se você faz parte ativa do homenageado. Assim, neste ano o convite da direção do BD se estendeu também aos colunistas colaboradores, os que semanalmente escrevem um artigo de opinião que, em maior ou menor grau, além de diversificar o periódico, redigem textos que refletem o pensamento dos leitores, ou ajudam a formar opiniões. Nesses 12 anos, meus números no BD não são nada parcimoniosos: mais de 600 artigos resultados de algumas centenas de horas, em uma parceria, que eu espero, se estenda ao longo do tempo.
    Reportando-me aos tempos pretéritos do jornal Diário da Manhã, que diga o Hélio, quantos anos de parceria! Guardo com certa nostalgia, os anos da Escola JB, quando entregava na redação o texto digitado e, mais tarde, em disquete. Infelizmente a internet, se por um lado facilitou, por outro, cessou aqueles momentos semanais de entrega do texto e a oportunidade de rever os amigos do jornal. Nesse sentido, se a tecnologia nos conecta, por outro lado nos distancia. E eu, que ainda não tenho facebook (alguns me cobram), prefiro o face to face (ou seja: o cara à cara, o olho no olho). E se não preciso mais ir à redação do BD como fica?
    Meu anelo era encontrar nessa festa outros colegas colunistas colaboradores do BD, que você já os conhece e os lê, mas, como são oriundos de outras cidades e até estados, "made in China, or Paraguai", devido à distância, não vieram.
    Desnecessário ressaltar que a descontração é a característica principal de um encontro da natureza como foi esse, bem como a presença de alguns ingredientes indispensáveis para a receita ter êxito. Já, a sobriedade costuma passar distante, mormente quando existe abundância de comida e de bebida. Que diga o chefe-mor Hélio e um time numeroso de titulares e de reservas assíduos visitantes das torneirinhas. Aliás, alguns nem da área se afastavam. O Antônio, eu e outros cansamos de rodar com as travessas da deliciosa linguicinha que cortada em pedaços pelo Lírio e Bianchini giraram e giraram, por incontáveis vezes. Nessas circunstâncias não há como pensar nas medidas abdominais, aliás, o mundo é cada vez mais dos gordinhos (e lá também havia os seus representantes).  Menos mal, que algumas pessoas organizadoras como foi o caso da Solange, precisaram manter-se sóbrias para "dirigir o carro" e levar a sério o: "se dirigir, não beba", ou seja, ficarem um tanto abstêmias para ter condições de falar, agradecer e enaltecer e entregar brindes a todos os colaboradores, desde os entregadores do jornal, perpassando por todas as demais instâncias. Nossa! Esses abnegados, antes das 4 horas da manhã já estão a postos para entregarem aos leitores, recém saídas do forno, as notícias da equipe de jornalismo, os fatos e fotos, e textos de opinião. E, por coincidência no momento da entrega do jornal, no sábado, pela manhã, dia da festa, conversei com o "Bin Laden" (entregador), e como sói acontecer, nessa época aproveitei o ensejo para entregar-lhe um pequeno presente, que, como sempre não somente ele, mas os demais ficam lisonjeados e agradecidos quando é reconhecido o seu esforço, pelos assinantes.
    Já com o gosto de quero mais, espero que o próximo ano corra célere e no final dele mais um encontro dessa natureza se repita para celebrar mais um ano do jornal BD e que eu possa estar entre os felizes convidados. 

     

Publicidade

Blog dos Colunistas

Publicidade

Horóscopo

Leão
22/07 até 22/08
Dois belos acontecimentos astrológicos hoje: a Lua...

Ver todos os signos

Publicidade