Publicidade

Blog de Grupo Jupem

Cultura

Grupo Jupem

O Grupo Jupem é um dos mais antigos grupos folclóricos de Erechim. São erechinenses, descendentes de poloneses ou não, que encontram no grupo um ambiente pronto para desenvolver as habilidades e talentos.

  • A emoção continua

    Por Grupo Jupem
    Foto Divulgação

    Já falamos muito sobre as emoções que o Grupo Jupem proporciona. Como há duas semanas, quando realizamos o Espetáculo da Primavera e, ao comemorarmos 50 anos do Jupem, tivemos vários sentimentos sendo relembrados ao revermos histórias. O espetáculo contou um pouco da trajetória do Grupo aos expectadores e também aos participantes fazendo com que muitos tivessem lembranças voltando à tona. 
    Uma destas lembranças foi numa cidade muito querida por todos do Jupem. 25 anos atrás, os dançarinos viajavam com destino à Brasília, porém ocorreu um acidente quando estavam quase saindo do Paraná. O ônibus tombou numa ladeira, quase capotando, próximo ao município de Joaquim Távora-PR. Por sorte, não tivemos jupenianos com ferimentos graves, mas alguns ficaram impossibilitados de danças. A recuperação de todos se deu graças ao envolvimento de toda comunidade da cidade, a recepção e ajuda foi tanta que em pouco tempo todos do Jupem estavam num alojamento improvisado para recuperação. Logo após, foi decidido seguir viagem até Brasília.
    Como agradecimento, o grupo fez um espetáculo aos moradores da cidade, após voltar da capital brasileira. O ginásio onde aconteceu a apresentação ficou lotado e a emoção tomou conta de todos, por saberem da dificuldade de todos por conta do acidente.
    Novamente em Joaquim Távora
    25 anos depois, o Grupo Jupem volta à Joaquim Távora para comemorar o cinquentenário com a eterna cidade amiga. Muitos dos morados da época estão felizes por rever o grupo e não esconderam a emoção quando souberam que iremos voltar para realizar mais um espetáculo aos moradores do município. Acompanhemos alguns depoimentos de jupenianos e moradores.
    "O acidente foi no dia do meu aniversario em 29/09/1993, recebi até rocambole e "parabéns a você" no salão paroquial. Dias depois, quando voltamos de Brasília fizemos uma das apresentações mais emocionantes de toda minha história no Jupem. Obrigado a todas aquelas pessoas de Joaquim Távora que não mediram esforços para nos dar um pouco de conforto naquele dia fatídico. Forte abraço!" Cassiano Roman, dançarino.
    "Eu estive naquela ocasião e sou prova de como o povo de Joaquim Távora não mediu esforços para nos confortar. Surgiu aí um laço de irmandade muito grande entre Erechim e a cidade de Joaquim Távora." Waldemar Kozak, jupeniano.
    "Lembro como se fosse ontem quando fizeram a apresentação aqui em nossa cidade com certeza estarei lá novamente para esse espetáculo." Luiza Martins, moradora de Joaquim Távora.
    "Eu me lembro desse dia! Foi realizada uma missa na matriz, depois a apresentação no ginásio de esportes. Gostaria de revê-los, o povo tavorense é muito acolhedor!" Josiane Marques, moradora de Joaquim Távora.
    "Eles estavam passando por aqui com destino à Brasília. E sofreram acidente justamente numa cidade de colonização polonesa, por isso são cidades irmãs." Flávio Cuervo, morador de Joaquim Távora.
    "Lembro perfeitamente desses dias, estive presente com eles dando apoio junto à equipe da igreja. Depois, enviaram cartas para nós como agradecimento pelo apoio da igreja num momento difícil que sofreram... Muito lindo vê-los de volta e agora num momento só de alegria." Divalmy França, moradora da cidade.

     

Blog dos Colunistas

Publicidade

Horóscopo

Escorpião
23/10 até 21/11
O dia representa introspecção e afastamento...

Ver todos os signos

Publicidade