Euro R$ 3,70 Dólar R$ 3,15

Publicidade

Blog de A Voz da Diocese

  • A vocação para servir

    Por A Voz da Diocese

    Estimados diocesanos, neste terceiro domingo do Mês Vocacional, solenidade da Assunção de Nossa Senhora, recordamos e celebramos a vocação à "vida religiosa". Com espírito de gratidão a Deus pelo dom da vocação à vida religiosa, como Igreja Diocesana, manifestamos nossa estima aos consagrados e consagradas, que, na disponibilidade de seguir e "servir" o Senhor, consagram a vida pela causa do Evangelho. É uma consagração que tem presente o "sim" de Maria, a "mãe e serva do Senhor", assunta ao céu. O sim da renúncia em constituir uma família biológica, para aderir por amor ao Reino a uma família mais ampla, unida pelo carisma do amor serviço à Igreja povo de Deus. 

    É uma vocação que requer do consagrado ou consagrada, espírito de renúncia, disponibilidade, itinerância, missionariedade, consumir-se pela paixão ao Reino de Deus no serviço-amor-doação. Este amor, serviço, doação pela causa do Reino, testemunho do amor do Senhor Jesus, pode levar o religioso ou religiosa a estar presente nas realidades de fronteira da humanidade, onde a vida e a dignidade das pessoas são duramente provadas e ameaçadas; onde o mínimo para a sobrevivência pode ser uma dádiva de Deus a cada dia. 
    Na história do cristianismo e da Igreja, a vida consagrada soube acolher, através dos fundadores e fundadoras de Ordens e Congregações, o sopro do Espírito Santo, para dar uma resposta profética e revigorante de amor serviço à Igreja junto às comunidades. Soube ir e continua indo às fronteiras das realidades humanas em nome do Evangelho, para cuidar da vida e da dignidade das pessoas em realidades pouco atraentes ao mercado do consumismo. Levam no coração a paixão pelo Reino do apóstolo São Paulo; o cuidado da vida de São Lucas; o amor pela paz, a natureza e a pobreza evangélica de São Francisco de Assis; a caridade de São Vicente de Paulo e de Madre Tereza de Calcutá; a força da oração comunhão de Santa Clara, Santa Terezinha e tantas outras mulheres e homens que, no silêncio dos mosteiros, diante do Santíssimo, em oração, alimentam a missão da Igreja no mundo.
    Que a fé no Senhor Jesus, celebrada em família e na comunidade, tenha sempre presente o "sim" do amor serviço de Maria e ajude os jovens a responderem "sim" a Deus, para assumirem com alegria no coração a vocação dom de Deus pelo bem da humanidade.
    Tende todos um bom domingo.

  • A vocação na família

    Estimados diocesanos! É com alegria e espírito de gratidão que celebramos neste domingo, no mês vocacional, o dia dos pais e iniciamos a semana da família.

  • Vocação, amor serviço

    Na Igreja, o mês de agosto é lembrado como o mês vocacional. A vocação transcende à profissão, porque requer uma escolha de vida, depois de escutar a voz do coração, do discernimento que nasce da escuta e da resposta do eu interior

  • Vocação, amor serviço

    Na Igreja, o mês de agosto é lembrado como o mês vocacional. A vocação transcende à profissão, porque requer uma escolha de vida, depois de escutar a voz do coração, do discernimento que nasce da escuta e da resposta do eu interior

  • O protagonismo dos leigos e leigas na vida da Igreja e da sociedade

    Estimados diocesanos. Os cristãos, leigos e leigas, são discípulos e discípulas do Senhor Jesus. São Igreja comunidade de fé, e como tal vivem sua cidadania no mundo, ou seja, assumem sua missão sem limites e fronteiras, através de sua presença comprometida na sociedade, com os valores do Evangelho.

  • Liberdade e responsabilidade

    Estimados diocesanos. A vida de todos nós pode ser continuamente provada pelos diversos acontecimentos do nosso cotidiano, na família, na comunidade ou na sociedade de forma mais ampla. Mesmo que não estejamos envolvidos neles diretamente, podem afetar a nossa vida pessoal e familiar.

  • Sal da terra e luz do mundo

    O contexto da realidade política social que nosso país está passando deve nos questionar como cidadãos, mas também como cristãos. Não podemos ficar na indiferença, ou ser como palha levada pelo vento, seguindo apenas os interesses de grupos econômicos inescrupulosos, que não manifestam compromisso e responsabilidade em relação ao país e ao seu povo.

Publicidade

Blog dos Colunistas

Publicidade

Horóscopo

Sagitário
22/11 até 21/12
Boa nova, sagitariano: o ingresso de Marte em seu signo....

Ver todos os signos

Publicidade