Euro R$ 3,70 Dólar R$ 3,15

Publicidade

Blog de Diego Sottili Grzybowski

  • Parabéns aos meninos e à direção que investiu na base

    Por Diego Sottili Grzybowski
    Foto Antonio Grzybowski

    Esse time pode

    Iniciado o returno da Série C um fato já é consenso entre torcida, imprensa, comissão técnica: esse atual grupo de jogadores possui totais condições de chegar aos play-offs e, quem sabe, lutar pela subida. O potencial da equipe é uma certeza, mas então o que falta para embalar? O canarinho até agora não conseguiu somar duas vitórias em sequência na competição. A resposta insiste em não aparecer, e parece que a dificuldade em encontrar o diagnóstico deve-se ao fato de inexistir um consenso sobre qual o correto diagnóstico. No momento em que o Macuglia conseguir constatar – se já não constatou - o que falta para a equipe embalar, a primeira sequência de duas vitórias seguidas virá, e o resto será consequência. Rumo aos play-offs!

    A importância de um feedback

    A rotina desgastante de viagens, treinos e jogos, muitas vezes dificulta que o treinador de futebol receba de si e de outros profissionais um feedback qualificado de seu trabalho. Lógico que é o treinador quem idealiza e aplica suas concepções de jogo e de treino, com base no seu perfil, porém em certos momentos é importante que o profissional ouça comentários e sugestões de colegas que estejam acompanhando o seu trabalho e que, ao mesmo tempo, não estejam vinculados à pressão diária pela obtenção de resultados. O momento é bom e decisivo para o Ypiranga, e por tal motivo sugiro que Macuglia agregue mais pessoas ao seu projeto no clube, desde que as mesmas tenham um objetivo em comum: querer bem o Ypiranga. Muita gente boa já está no próprio Colosso torcendo pelo seu trabalho, é só querer. Rumo aos play-offs!

    Parabéns aos meninos e à direção que investiu na base

    Encerrada a ótima participação dos juniores no estadual, a lição que fica é que as categorias inferiores serão sempre a base sólida de um clube. Um clube sem categoria de base é como um corpo sem alma. Além de formar atletas para ingressarem no grupo profissional – o que parece que irá acontecer já a partir desta semana - o trabalho desenvolvido nas categorias inferiores também pode gerar rendimentos futuros. Não bastasse tudo isso, um clube local oportunizar que crianças e jovens tenham a oportunidade de demonstrar, através do futebol, que estão ou querem estar inseridos na sociedade, é algo a ser elevado.

    Liga Gaúcha de Futal, a antiga Série Ouro

    Criada por iniciativa dos principais clubes gaúchos de futsal, a Liga Gaúcha de Futsal é a entidade esportiva que hoje administra e promove o campeonato estadual adulto da modalidade no Rio Grande do Sul. A antiga Série Ouro, como era intitulada pela Federação Gaúcha de Futsal, agora é gerida e promovida pelos próprios clubes. Elton Dalla Vecchia (Atlântico), por exemplo, é Vice-presidente Técnico da Liga. Um dos objetivos da entidade é aproximar a mídia daquela que já foi uma das melhores competições de futsal do mundo. É com essa proposta que será realizado no próximo dia 24 de julho, na sede da FGF em Porto Alegre, o evento “Quando a Pauta é o Futsal Gaúcho”, um encontro que irá abordar justamente as relações da mídia com o futsal e debater o dia a dia da cobertura esportiva. Entre os convidados para participação nos painéis estão Paulo Brito (Band-RS e ex-RBS), Cláudia Alessi (RBS TV Erechim) e Luís Carlos Chaves (Atlântico).

    A força das mídias sociais no futsal

    Quando falamos em mídia não nos restringimos às mídias convencionais como a televisão, radio e jornal impresso, mas sim aquela cada vez mais presente na vida das pessoas: as mídias sociais, entre elas o Instagram.

    Para termos uma noção da força do Instagram nas redes, bastar ter como exemplo a ACBF, a qual nesta segunda-feira (17) chegou ao número de 30 mil seguidores em seu perfil oficial @acbffutsal. Além dos nossos rivais de Carlos Barbosa, destaca-se também o perfil da Liga Nacional de Futsal (@lnfoficial), que já possui mais de 63 mil seguidores no mundo.

    Infelizmente o Atlântico deixa a desejar nesse sentido. Seu perfil no Instagram está abandonado desde novembro do ano passado, sem qualquer atualização e praticamente abandonado e somando míseros 2.285 seguidores. Para termos uma noção do potencial desperdiçado nas mídias sociais, basta verificar que a Assoeva de Venâncio Aires, que não tem a tradição (e nem os títulos) do Atlântico possui 12 mil seguidores na sua conta (@assoevafutsal). 

     

Publicidade

Blog dos Colunistas

Publicidade

Horóscopo

Câncer
21/06 até 21/07
A Lua nova ocorre no setor de recursos, talentos e...

Ver todos os signos

Publicidade