Euro R$ 3,68 Dólar R$ 3,28

Publicidade

Blog de Gleison Wojciekowski

Música

Gleison Wojciekowski

Gleison Juliano Wojciekowski é pianista, regente e professor. Atuou no curso de Música da Universidade de Passo Fundo; foi diretor e vice-diretor da escola Municipal de Belas Artes Osvaldo Engel; e é membro da Academia Erechinense de Letras.

Gleison é mestre em História para Universidade de Passo Fundo; mestrando em Musicologia pela Universidade de Santa Catarina; possui graduação em Música – Habilitação em Piano pela Universidade de Passo Fundo (2007); licenciatura em Música pela mesma universidade; e graduação em Informática pela Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (2002).

Já ministrou aulas de música em diversas instituições de ensino superior, como Unoesc (SC) e Famper (PR). Atuou como maestro da Orquestra de Câmara da Universidade de Passo Fundo e atua na Orquestra Belas Artes, além de tocar ao lado do acordeonista Oscar dos Reis, com quem gravou um DVD.

  • A professora Lory Irma Schneider do Amaral Santos

    Por Gleison Wojciekowski

    Uma vida dedicada à música e a docência, e por suas mãos passaram diversos alunos, deixando sua marca em cada um deles, esta é a professora Lory Irma Schmeider do Amaral Santos.

    Professora Lory, como era carinhosamente chamada, nasceu em Marcelino Ramos no dia 29 de novembro de 1927, filha dos descendentes de alemães João Alfredo Schneider e Maria Elisabeth Franzen, tendo como avós paternos Mathias Schneider Filho (1875-1964) e Maria Friderichs (1877-1948). Lory teve mais duas irmãs que faleceram ainda na infância.

    Lory iniciou seus estudos no Colégio Franciscano Santíssima Trindade, na cidade de Cruz Alta em regime de internato, permanecendo neste estabelecimento de ensino até a conclusão da oitava série. Nesse local Lory teve início de seus estudos do piano.

    Ao retornar a Marcelino Ramos casou com o exator estadual Tasso do Amaral Santos, com quem teve dois filhos, João Orestes (geólogo e estudou violino por um período de tempo) e Luiz Carlos (jornalista), e devido à profissão de seu marido, a família mudou para Vacaria e posteriormente para Erechim.

    Foi em Erechim que ela retomou seus estudos e completou o 2º Grau na Escola Estadual de 1º e 2º Graus Professor Mantovani em 1961, onde teve a oportunidade de estudar latim, francês além das aulas de canto orfeônico. Apaixonada por história antiga, em especial a do antigo Egito, cursou na FAPES (atualmente URI) a faculdade de Estudos Sociais, que englobava os conhecimentos de história.

    Em 1966 concluiu o curso de piano (juntamente com as disciplinas teóricas da música) na Escola Municipal de Belas Artes Osvaldo Engel, na classe da professora Regina, obtendo a média final 9,5. Lory também foi aluna do pianista Oswaldo Elemar Engel e do maestro Frederico Schubert, com quem participaria na Orquestra de Concerto de Erechim, tocando Glokenspiel (instrumento de percussão melódica, tocado com baquetas em seu teclado).

    Na década de 1960, antes de iniciar sua graduação, Lory já atuava na educação infantil nas classes de alfabetização da Escola Estadual de Ensino Fundamental Irmão Roberto Teódulo. Porém devido a uma regra da Secretaria de Educação, que não permitia a atuação de professores sem graduação na rede estadual de ensino, Lory foi lecionar para as crianças da Escola Branca, esta ligada ao município.

    Com o tempo a professora Lory foi transferia para o Colégio Industrial de Erechim (atualmente Colégio Estadual Haidee Tedesco Reali), onde diferentemente das escolas anteriores que era professora do ensino primário, atuou como secretária da escola, permanecendo até sua aposentadoria no magistério estadual.

    Paralelamente a suas atividades no magistério estadual, a professora Lory Irma Schneider do Amaral Santos exerceu funções de professora de teoria e solfejo musica, mas principalmente de piano na Escola Municipal de Belas Artes Osvaldo Engel no período de 11 de março de 1963 até 28 de fevereiro de 1991, inclusive tendo participado de equipes diretivas.

    Apaixonada por música, artes, história e cultura em geral a professora Lory viajou por diversos países da Europa, além do México, Peru além de outros, porém não conheceu o país berço da civilização pela qual ela sempre foi apaixonada, o Egito.

    Dentro seus alunos de piano, é possível citar a médica Adriana Bordigno Kitamura, o músico e empresário Luciano Menegati, a pianista e professora Liliane Tramontini, o professor e musicista Cézar Kreische; além dos renomados acordeonistas Gildinho (Os Monarcas), Chiquito e seu filho Alexandre Alves Corrêa (ambos do Bordoneio) que estudaram teoria e solfejo com ela.

    A professora Lory, além de seus dois filhos, tem também 5 netos e 2 bisnetos, mas apenas um deles, Luiz Tasso Neto esta ligado a música, atuando como maestro e compositor na Austrália, inclusive neste momento estar cursando um aperfeiçoamento fora e seu país.

    Viúva de seu marido e com os filhos morando longe, a professora Lory Irma Schneider do Amaral Santos esta aos cuidados de sua governanta Darli Isabel Ferrazzo desde 2007.

Publicidade

Blog dos Colunistas

Publicidade

Horóscopo

Gêmeos
21/05 até 20/06
A fase lunar nova estimula aprendizados e contatos com o...

Ver todos os signos

Publicidade