Publicidade

Blog de Gleison Wojciekowski

Música

Gleison Wojciekowski

Gleison Juliano Wojciekowski é pianista, regente e professor. Atuou no curso de Música da Universidade de Passo Fundo; foi diretor e vice-diretor da escola Municipal de Belas Artes Osvaldo Engel; e é membro da Academia Erechinense de Letras.

Gleison é mestre em História para Universidade de Passo Fundo; mestrando em Musicologia pela Universidade de Santa Catarina; possui graduação em Música – Habilitação em Piano pela Universidade de Passo Fundo (2007); licenciatura em Música pela mesma universidade; e graduação em Informática pela Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (2002).

Já ministrou aulas de música em diversas instituições de ensino superior, como Unoesc (SC) e Famper (PR). Atuou como maestro da Orquestra de Câmara da Universidade de Passo Fundo e atua na Orquestra Belas Artes, além de tocar ao lado do acordeonista Oscar dos Reis, com quem gravou um DVD.

  • A música vocal de Nei Miolo

    Por Gleison Wojciekowski
    Foto Divulgação

    Nei Miolo nasceu em Bento Gonçalves no dia 14 de julho de 1933, filho de Reinaldo Ângelo Miolo e Teresa Ponzoni Miolo.

                Foi casado comGelci Graciosa Miolo, com quem teve três filhos, Reinaldo Miolo, João Carlos Miolo e Ana Paula Miolo.

                Apesar de estar sempre intensamente ligado à música, a profissão de Nei Miolo era a marcenaria e a construção civil. Construiu muitas casas de madeira, além de várias reformas em lojas e residências, considerado por muitos como excelente profissional. Chegou a fazer um curso de Técnico em Contabilidade, porém nunca trabalhou na área.

                Desde muito jovem, Nei cantou com sua voz de barítono. Foi solista da Orquestra de Concertos de Erechim, durante as décadas de 1950 e 1960, sob a regência do maestro Frederico Schubert.

                Foi regente do Grupo Gillédurante mais de dez anos, de 1987 até 1998. Serafim Toniazo, Alexandre Matte, Atílio Pagliosa, Teixeira e Giorgio Corradi eram alguns dos cantores do grupo nesse período.

                Em 1967 (Nei Miolo era um dos cantores), por ocasião da inauguração da Assembleia Legislativa em Porto Alegre, o Grupo do Gillè(então um coro unicamente masculino) foi convidado pelo então deputado Amaral de Souza e pelo governador Walter Peracchi Barcelos, a se apresentar no Palácio do Governador.

                Nessa mesma viagem a Orquestra de Concertos de Erechim, foi convidada a se apresentar no Teatro São Pedro, em Porto Alegre, sob regência do maestro Frederico Schubert, evento também alusivo à inauguração da Assembleia Legislativa.

                Após essa apresentação, os músicos Panelinha, Giorgio Corradi, Célio Barbosa (saxofonista), Oswaldo Engel (pianista) e Nei Miolo passaram a noite, até o amanhecer, fazendo música noClube dos Coroas, o famoso estabelecimento do cantor Lupicínio Rodrigues.

                Durante alguns anos, fazia parte de um grupo amador de música, do qual também faziam parte Altair Menegati ao piano, Giorgio Corradi (tenor) e Nei Miolo (baixo/barítono). Este grupo se reunia nos sábados à tarde para fazer música, tocando um repertório de canções italianas, tangos e boleros. Duas canções que faziam parte do repertório na voz de Nei Miolo eramVecchio Scarpone (Luciano Tajoli) e Strada Del Bosco (Gino Bechi).

                Nei Miolo tocava teclado, violoncelo e contrabaixo. Dava aulas particulares de canto, e tocou contrabaixo acústico durante vários anos na Orquestra de Concertos de Erechim.

                Fez curso de regência em Passo Fundo e Florianópolis, nesta cidade com o renomado maestro José Acácio Santana (1939-2011).

                Diversos músicos do período consideram Nei Miolo, a melhor voz de barítono da história musical de Erechim.

                Nei Miolo cantou durante mais de duas décadas (meados da década de 1960 até meados da década de 1980) no Coral Misto São José, sob regência das maestrinas Irmã Clarice Holtz e Irmã Consolata. Com esse grupo participou de diversas apresentações, além de festivais de coros nacionais e internacionais.

                Continuou fazendo solos com a Orquestra de Concertos de Erechim, em diversos períodos, sob a regência de vários maestros como Affonso Krüger, Carino Corso e Aldo Ademar Hasse.

                Nei Miolo faleceu em Erechim, no dia 25 de setembro de 2012, enquanto trabalhava em uma obra.

Blog dos Colunistas

Publicidade

Horóscopo

Gêmeos
21/05 até 20/06
O dia representa introspecção com a Lua em...

Ver todos os signos

Publicidade