Publicidade

Blog de Rodrigo Finardi

  • Vereador André deixa liderança do governo Schmidt e Posto de Criminalística mais próximo

    Por Rodrigo Finardi
    Foto Rodrigo Finardi

    Vereador André deixa liderança do governo Schmidt

    O vereador André Jucoski (PDT) entregou a liderança de governo no Legislativo erechinense. Na justificativa, sua nova atividade profissional voltada à educação e também para se dedicar a sua pré-candidatura a deputado federal.

    Muito se fala que ele poderia não concorrer mais em função das atividades profissionais, mas coloca um ponto final nessa história: “vou concorrer”.

    Para André os desafios de um mandato são múltiplos: “nos deparamos diariamente com muitas necessidades e que se perpetuam no tempo, carecendo de mudanças profundas necessárias para a evolução da cidade também da região. Desta forma tenho trabalhado no mandato para realizar projetos para o bem comum. Como líder de governo atuei participando de soluções para a população”.

    Diz que vereador não é profissão e acredita que é necessário não interromper as atividades profissionais: “é imprescindível que o vereador mantenha suas atividades para poder representar os que confiam no seu trabalho. Ser vereador é uma representação consistente e provisória”.

    De acordo com o vereador para desenvolver de maneira plena e com mais tempo os desafios aceitos – além do mandato -, optou por deixar a liderança de governo: “desejo sorte e êxito ao próximo líder”.  

    André foi o segundo líder de governo Schmidt. O primeiro em 2017 foi o vereador Renan Soccol (PSDB).  

    De acordo com o prefeito Luiz Schmidt, ainda não foi escolhido o nome que irá ocupar a função de líder de governo.

     

    Posto de Criminalística mais próximo

    A diretora do departamento de perícias do interior do IGP, Marguet Inês Hoffmann Mittmann, juntamente cm o coordenador regional do IGP, Ricardo Ducks estiveram em Erechim ontem (13), a fim de alinhavar em definitivo o Posto de Criminalística, que irá funcionar no Seminário Nossa Senhora de Fátima.

    Na parte da manhã visitaram o prefeito Luiz Francisco Schmidt e de tarde o Hospital de Caridade – que é parceiro do IGP - onde foram recebidos pelo Superintendente Claudiomiro Carus, o administrador do hospital Éder Spitcza e o médico legista José Vanir Machado Pereira.

    De acordo com a diretora Marguet até meados de outubro, os dois médicos legistas e dois peritos terminam o curso de preparação e estarão à disposição para atuarem em Erechim (são concursados).

    Atualmente Erechim já conta com o Posto Médico Local e Posto de Identificação na rua Itália. Quando a nova estrutura ficar pronta, numa parceria com a prefeitura que irá pagar o aluguel, será agregado o Posto de Criminalística com mais os dois médicos e os dois peritos, se transformando num Posto Avançado do IGP. Na prática, Erechim não precisará mais dos serviços do IGP de Passo Fundo.  

     

    Democracia em frangalhos

    Observando os movimentos em Brasília e em Porto Alegre, visando a eleição presidencial, cada vez fica mais claro, límpido e transparente, que as ideologias já foram para o espaço.

    As afinidades não são mais por projetos. As afinidades são para chegar ao poder, nem que depois briguem, se escabelem.

    São criadas soluções mágicas para o eleitor – antes do pleito - e na prática não resulta em efeitos práticos.  Fruto de uma democracia em frangalhos, que precisa amadurecer.

     

    Sem sessões ao vivo pela internet

    A Câmara de Vereadores de Erechim está suspendendo a transmissão ao vivo das sessões ordinárias, extraordinária, especiais e homenagens. Tal medida é em função do período eleitoral que se avizinha e ter entre os 17 vereadores, vários pré-candidatos. O período sem transmissões será de 16 de julho até 28 de outubro.

    Através de ato da mesa diretora, tem condutas vedadas aos vereadores como usar a estrutura pública em benefício de algum candidato; usar telefone fixo ou celular, cotas de correspondência para divulgar candidatos ou partidos.

    Também não é permitido fixar propaganda eleitoral nas dependências da Câmara de Vereadores. Nos gabinetes é possível ter propaganda eleitoral, mas não pode ser visível as partes externas dos mesmos.

    Está vedado também distribuir material de campanha de candidatos e nem ceder servidor público ou usar de seus serviços durante horário de expediente. Usar e-mail institucional para divulgação de candidatos também está proibido.  

    Usar o estacionamento privativo da Câmara de Vereadores com adesivos de candidatos não é permitido.  

     

    PSL e Progressistas

    O presidente do PSL de Erechim, Gilberto Fiorentin, esteve no encontro dos Progressistas na noite de quinta-feira (12) no Caixeiral, com a presença do pré-candidato ao governo Luis Carlos Heinze. No RS, os Progressistas apoiarão Jair Bolsonaro para presidente.

     

Blog dos Colunistas

Publicidade

Horóscopo

Leão
22/07 até 22/08
O dia marca o início de um período de...

Ver todos os signos

Publicidade