Euro R$ 3,88 Dólar R$ 3,30

Publicidade

Rural

Erechim sedia o I Seminário de Bovinocultura de leite do Alto Uruguai

Por Izabel Seehaber izabel@jornalbomdia.com.br
Foto Izabel Seehaber

Como todo e qualquer setor da economia, a bovinocultura de leite passa por transformações. Diante disso e com o propósito de fomentar o debate e ampliação de conhecimentos sobre a área, acontece nesta quinta-feira (4), no Polo de Cultura da Frinape, a primeira edição do Seminário de Bovinocultura de Leite do Alto Uruguai Gaúcho. O evento é promovido pela Emater com apoio do governo estadual, prefeitura municipal de Erechim, Amau e Accie.

A abertura oficial contou com a presença de autoridades locais e estaduais. Já no início da manhã teve uma palestra sobre alimentos conservados: silagem, pré-secados e feno, com o Dr. Mikael Neumann, da Unicento/PR.

De acordo com o assistente técnico regional da Emater/RS-Ascar, Vilmar Fruscalso, o qual também irá palestrar sobre o tema, a bovinocultura passa por momentos em que são observadas trocas de tecnologia, a mudança do sistema de gado em pastagens para gado em confinamento, ordenha mecanizada, entre muitas outras variedades de opções. “Nosso propósito é conversar com os agricultores, mostrar as múltiplas opções para atuar na atividade, levar o que existe no mundo, pois o momento é de mudança, fazer investimentos”, destaca Fruscalso.

Entre os motivos para aprimorar a forma de trabalho, segundo o assistente, está a necessidade de qualificar todo o processo, considerando a redução da mão de obra no campo e a preocupação com a qualidade do produto. “Existem várias opções, mas algumas pessoas estão optando por parar. No entanto, as que investirem, levando em conta as tecnologias adaptadas a cada realidade, terão lucratividade”, salienta.

Conforme o especialista há dois cenários: de um lado, os investimentos em equipamentos – os quais podem girar em torno de R$ 400 mil; e de outro, o foco no cuidado e escolha da pastagem, genética, qualidade do leite (a qual se torna uma exigência cada vez maior) e formação de pessoal. “Os investimentos não são altos e há opções de financimento que são viáveis”, acrescenta.

A reportagem do Bom Dia acompanha o evento e traz em breve mais informações.

Leia também

Publicidade

Publicidade

Blog dos Colunistas