Euro R$ 3,74 Dólar R$ 3,16

Publicidade

Erechim

Simpósio do Leite garante promoção para inscrições

Por Assessoria de imprensa
Foto Divulgação / Eduardo Koch - Zardo Color

A organização do Simpósio do Leite de Erechim, a cargo da Associação dos Médicos Veterinários do Alto Uruguai (Amevau), anunciou nesta semana que baixou o valor das inscrições para grupos de produtores, acadêmicos e profissionais que desejam participar do evento. Agora, para grupos de 10 pessoas, o valor fica em R$ 70.

Com isso, a organização destaca que além de manter o bom público dos últimos anos, também auxilia produtores e demais interessados em participar das palestras e do evento, de ampliar conhecimentos e garantir melhor gestão na propriedade leiteira. O evento acontece entre os dias 7 e 8 de junho, junto ao Polo de Cultura, no Parque da Accie.

As inscrições para grupos podem ser feitas pelo e-mail contato@simposiodoleite.com.br. Os demais devem se inscrever diretamente no site oficial do evento, www.simposiodoleite.com.br.

Também estão abertas, para estudantes, professores, técnicos e pesquisadores, as inscrições para a Mostra de Trabalhos Científicos. Trata-se de apresentação de trabalhos e pesquisas sobre o setor lácteo nacional e que trazem soluções para a produção leiteira no País. Este ano, assim como nos anteriores, haverá premiação financeira aos vencedores, que serão avaliados por uma banca de professores, ao longo do evento.

Produção de volumoso

O Simpósio do Leite começa no dia 7 de junho com palestras, o Fórum Nacional de Lácteos e a Mostra de Trabalhos Científicos. Na primeira palestra do dia, o Zootecnista e Mestre em Produção Animal, Ederson Luis Henz, com apoio da Biotrigo, falará sobre o Trigo TBIO Energia I: novo conceito em produção de volumoso.

Segundo ele, no Brasil, quando se pensa em produção de volumoso conservado, logo se imagina silagem de milho ou sorgo. "No entanto, em clima subtropical e temperado, silagens de cereais de inverno são uma alternativa interessante, principalmente em situações onde culturas de verão não são possíveis de serem cultivadas, ou mesmo no sentido de fazer o melhor aproveitamento da terra no período de inverno. Foi buscando atender esse nicho que surgiu o TBIO Energia I - primeira cultivar de trigo brasileira direcionada exclusivamente para o mercado de alimentação animal", explica.

Henz acrescenta que a palestra abordará os novos conceitos em produção de volumoso conservado, onde o trigo entra como principal cultura voltada para produção animal. Uma particularidade deste trigo, desenvolvido após anos de pesquisa e de melhoramento genético é a ausência de aristas. "Além dela ser resistente e pontiaguda, a arista possui um alto teor de compostos fenólicos (lignina) o qual o ruminante não consegue digerir. Dessa forma, ao se alimentar com esse trigo, o seu trato digestivo não será ferido, como normalmente seria com um trigo comum ou de duplo propósito", enfatiza.

"Quando se fala em novos conceitos estamos levando em consideração adubação, o manejo e momento adequado para ensilar a cultura. Hoje a pecuária leiteira tem muito problemas com cereais de inverno em fazer um volumoso conservado de melhor qualidade, isto impacta na produtividade e no lucro porteira dentro. Um dos maiores ganhos para a bovinocultura de leite é poder produzir uma silagem de cereais de inverno com qualidade nutricional diminuindo assim o uso de concentrados", aponta Henz.

Outra vantagem para o produtor, de acordo com o palestrante, é aproveitar as áreas ociosas durante o inverno, gerando mais lucro e aproveitando o capital terra durante um ano inteiro e não depender somente das culturas de verão. "Através do plantio do trigo durante o inverno com vista à produção de alimentos conservados é possível produzir um volumoso com boa qualidade, além de reduzir a concorrência com áreas de verão para produção de silagem e pré-secado", acrescenta.

Henz enfatiza ainda que atualmente os cereais de inverno entram na ração como fonte de fibra e não como fonte de proteína e energia. "Isto é um paradigma que deve ser superado pois os cereais de inverno especialmente o TBIO Energia I detém de uma ótima fonte de proteína e energia na forma de amido e açucares. Nos dias atuais em que vivemos nós precisamos ser eficientes e não há mais espaço para errar, pois os custos de produção estão aumentando a cada dia e uma alternativa é usar produtos mais eficazes", completa.

Demais palestras

O segundo dia do Simpósio do Leite, 8 de junho, será composto de outras cinco palestras técnicas, voltadas novamente a produtores, estudantes, pesquisadores e professores da área de produção de leite.

Os temas abordados englobarão a utilização de aditivos na nutrição de vacas leiteiras, pelo professor e doutor Francisco Palma Rennó; a secagem da vaca, pelo professor e doutor Alexandre Souza; os sete hábitos das propriedades leiteiras altamente eficazes, pelo doutor Renato Palma Nogueira; a seleção genômica, acelerando o melhoramento genético na propriedade leiteira, pelo doutor Cleocy Fam de Mendonça, além da cetose em vacas leiteiras, os desafios e soluções, pelo professor e doutor Marco Nunes Correa.

Inscrições abertas

O Simpósio do Leite de Erechim já está recebendo inscrições para a 14ª edição que acontecerá entre os dias 7 e 8 de junho deste ano, junto ao Polo de Cultura, no Parque da Accie em Erechim, norte do RS. As inscrições já podem ser feitas para os três eventos que farão parte do Simpósio: o Fórum Nacional de Lácteos, a Mostra de Trabalhos Científicos e o próprio Simpósio, que será composto por cinco palestras técnicas.

Para este ano, as inscrições antecipadas pode ser feitas com desconto em relação aos dias do evento. O valor será de R$ 100 por pessoa, incluindo um almoço e a participação em quatro milk breaks, além, claro, de todos os eventos. Há desconto ainda para grupos de pelo menos 15 pessoas (R$ 90). As inscrições para grupos podem ser feitas pelo e-mail contato@simposiodoleite.com.br. Os demais devem se inscrever diretamente no site oficial do evento, www.simposiodoleite.com.br.

Também estão abertas, para estudantes, professores, técnicos e pesquisadores, as inscrições para a Mostra de Trabalhos Científicos. Trata-se de apresentação de trabalhos e pesquisas sobre o setor lácteo nacional e que trazem soluções para a produção leiteira no País. Este ano, assim como nos anteriores, haverá premiação financeira aos vencedores, que serão avaliados por uma banca de professores, ao longo do evento.

Números da edição de 2016

O Simpósio do Leite deste ano recebeu mais de 1,1 mil participantes. Foram seis palestrantes abordando temas técnicos na área da pecuária de leite, com quatro painéis e mais de 55 trabalhos científicos apresentados durante a Mostra.

Mais informações

Para quem deseja buscar mais informações sobre o Simpósio do Leite, é possível acessar através do site oficial do evento, simposiodoleite.com.br, pelo email contato@simposiodoleite.com.br e também por telefone através dos números (54) 99691-8408 e 99680-1635.

Programa do Simpósio do Leite 2017

7 de junho

Manhã:

6ª Mostra de Trabalhos Científicos

Intervalo- milk break

Palestra 1 - Trigo TBIO Energia I: Novo conceito em produção de volumoso. Zootecnista e Mestre em Produção Animal Ederson Luis Henz, Supervisor em Novos Negócios, Biotrigo Genética. Apoio: Biotrigo

Palestra 2 - Manejo de novilhas e pré-parto, com o Professor e Doutor José Carlos Peixoto Modesto da Silva; Eng. Agrônomo e Pós-Doutorado em Zootecnia Diretor-Presidente do Grupo Universidade do Leite. Apoio: Universidade do Leite

Almoço no CTG

Tarde:

8º Fórum Nacional de Lácteos

Tema: Assistência técnica no Rio Grande do Sul e no Brasil, como está?

Convidados:

Engenheiro Agrônomo Marcelo de Rezende – Cooperideal (Londrina/PR)

Zooetcnista e Editora Assistente da revista Leite Integral - Maria Thereza Rezende

Presidente do Sindilat/RS - Alexandre Guerra

Moderador:Engenheiro Agrônomo Vilmar Fruscalso – Emater(RS)

Coquetel no local final do Fórum

Encontro festivo Pub Mosaico à noite

8 de junho

Simpósio do Leite – palestras técnicas a partir das 9h

Palestra 1- Utilização de aditivos na nutrição de vacas leiteiras – Profº e Dr Francisco Palma Rennó FMVZ/USP - APOIO OLIGO BASICS

Palestra 2- Secagem da vaca – Profº e Dr. Alexandre Souza Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Doutorado Universidade de São Paulo Reprodução e Pós Doutorado nos EUA - APOIO CEVA

Intervalo: milk break

Palestra 3- Os setes hábitos das propriedades leiteiras altamente eficazes - Dr. Renato Palma Nogueira - APOIO SALUS

Palestra 4- Seleção genômica , acelerando o melhoramento genético na bovinocultura leiteira - Dr. Cleocy Fam de Mendonça - APOIO ZOETIS

Intervalo: milk break

Palestra 5- Cetose em vacas leiteiras: desafios e soluções - Dr. Márcio Nunes Corrêa - Nupeec/Ufpel - APOIO BAYER

Leia também

Publicidade

Publicidade

Blog dos Colunistas