Euro R$ 3,74 Dólar R$ 3,31

Publicidade

Erechim

Em noite de chuva, fiéis celebram centenário de Fátima

Por Assessoria de imprensa
Foto Divulgação - assessoria de imprensa

Em noite de chuva, neste sábado (13), a programada procissão da Catedral ao Santuário na comemoração do centenário das aparições de Fátima foi suspensa. Assim mesmo, muitos fiéis reuniram-se no centro de eventos do Seminário de Fátima, local celebrativo durante a reforma do Santuário, para a recitação do terço e para missa presididas por Dom José, com a participação de três padres, e a animação musical do padre José Carlos Sala e equipe.

Após o terço, foi entronizada a imagem peregrina de Fátima, tendo à frente três crianças representando os pastorinhos de Fátima. Uma mãe, em nome das outras pelo seu dia, amanhã, coroou a imagem da Mãe do céu, enquanto o grupo musical executava um canto em honra dela.

Dom José iniciou sua homilia lembrando que dois dos pastorinhos de Fátima, Jacinta e Francisco, foram declarados santos neste dia 13 em Fátima, pelo Papa Francisco, que lá esteve no centenário das aparições de Nossa Senhora lá acontecidas há cem anos. Observou que a Virgem Maria dirigiu sua mensagem a três crianças muito simples, pedindo a oração do terço pela conversão e pela paz. Disse pensar que os presentes participavam também com a simplicidade daquelas crianças e acreditarem que a Virgem acolhe a todos como filhos e filhas. Lembrou a piedade mariana dos pais e avós que dobravam o joelho em oração, mesmo depois de um extenuante dia de trabalho. A piedade e a espiritualidade marianas marcaram e marcam a vida do povo. O bispo afirmou que a espiritualidade mariana não é alienada, mas encarnada na realidade do mundo, da vida pessoal e na sociedade. Por fim, disse que a celebração era para agradecer as bênçãos e graças alcançadas por intercessão de Maria, mas também para ter presente as dores e as feridas que fazem padecer o povo, de modo especial os pais, as famílias, os jovens, os idosos, os empresários, os desempregados, os trabalhadores urbanos e rurais. Por isso, concluiu com o pedido a Nossa Senhora de Fátima que interceda por todos junto de seu Filho Jesus, para que em todas as famílias não falte o pão que alimenta o corpo, mas também o pão do amor, que alimenta a caridade, o perdão, a reconciliação, a solidariedade, a compreensão, a alegria e a esperança de cada dia. Intercede com teu materno coração para que os casais vivam em paz e concórdia, haja o amor e o perdão em nossas famílias, a exemplo da Sagrada Família de Nazaré.

Leia também

Publicidade

Publicidade

Blog dos Colunistas