Euro R$ 3,75 Dólar R$ 3,19

Publicidade

Erechim

Nelly Cantele recebe Mérito Legislativo

Por Karine Heller
Foto Karine Heller

A escritora Nelly Todeschini Cantele, membro da Academia Erechinense de Letras, vice-presidente e patrona de honra do Café Cultural de Erechim, recebeu na noite de ontem (15) a Medalha Mérito Legislativo durante sessão ordinária da Câmara de Vereadores. A proposição para homenagem à escritora, de autoria do vereador André Jucoski (PDT) sugerida pelo Café Cultural, foi aprovada por unanimidade pelos parlamentares da 17ª legislatura. Estiveram presentes familiares da homenageada, membros da Academia Erechinense de Letras, Café Cultural e comunidade de Erechim.

André Jukoski reforçou que a poesia é um gênero literário caracterizado pela composição em versos estruturados de forma harmoniosa. “É uma manifestação de beleza e estética retratada pelo poeta em forma de palavras. É tudo aquilo que comove, que sensibiliza e desperta sentimentos. É qualquer forma de arte que inspira e encanta, que é sublime e bela”, disse Jukoski. Definindo a arte da poesia, o parlamentar deu início a homenagem a Nelly Cantele, com a entrega da medalha, honraria entregue a pessoas que se destacam no município, seja através da arte, conhecimentos, voluntariado ou outros feitos.

Nelly Todeschini Cantele nasceu no dia 28 de abril no município de Bento Gonçalves, de onde veio para Erechim aos seis meses de idade. Fez o primário no Colégio São José e cursou contabilidade no Colégio Medianeira. Casou-se com Albino Cantele (in memorian) e desta união tiveram uma filha, Vivien Cantele e um neto, Lucas Ceruti. “Desde pequena gostou de escrever e destacava-se no colégio pelas suas redações e rabiscava poemas. E a vida retribuiu seus anseios no que ela mais gostava, a literatura”, disse André Jucoski.

A escritora, que ocupa a cadeira 23 da Academia Erechinense de Letras, tem quatro livros publicados. Entre eles, Carícias do Tempo de 1987, O Segredo das Horas de 1994, Voo de Entardecer de 2001 e o livro Se o Luar e as Primaveras Persistirem publicado em 2008 e mais dois livros prontos a espera de publicação. Nelly foi patrona da 11ª Feira do Livro de Erechim em 2008, obtendo o primeiro lugar com a poesia Mãe, num concurso promovido pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) em 2011.

“Nelly também participou nos livros Autores de Erechim 1 e 2 e foi colaboradora dos jornais A Voz da Serra, A Voz Regional, Diário da Manhã, Zero Hora e Revista ZB. Nada mais justo do que esta casa legislativa outorgar a Medalha Mérito Legislativo Erechinense a Nelly Todeschini Cantele, pela sua extensa e bela biografia. É o reconhecimento a esta talentosa escritora que faz da poesia um passaporte para o sonho e reflexão”, finalizou André.

A escritora, emocionada, disse que essa homenagem é estendida a todos os escritores e poetas que trazem através da literatura a diversidade cultural. Para Nelly, os escritores enxergam as entrelinhas e pescam, com maestria, as miúdas ações capazes de desencadear os mais grandiosos sentimentos. 

Publicidade

Publicidade

Blog dos Colunistas