Euro R$ 3,64 Dólar R$ 3,26

Publicidade

Esportes

Equipe RW Motorsport parte para maior desafio do ano no Gaúcho de Rali

Por Assessoria de imprensa
Foto Divulgação - assessoria de imprensa

Está chegando a hora. Começa nesta quinta-feira, dia 18, a programação do Rally de Erechim, a maior e mais importante prova de rali de velocidade do Brasil, que assim como nos últimos, este ano também recebe competidores para disputa simultânea de etapas dos campeonatos Sul-americano, Brasileiro e Gaúcho de rali de velocidade.

E esta prova marca o retorno do piloto de Santa Maria, Luciano Cassol aos ralis. Campeão do Gaúcho em 2014 e vice em 2015 na categoria RCR, agora o piloto vai competir na categoria RC3 (tração 4x2), um pouco mais forte e com maior grid. Vai seguir com a parceria do navegador erechinense Edgar Marsarotto Jr, iniciada ainda em 2016.

O time da RW Motorsport (ADD Telecom, Enxovais e Cia, Emblearte Comunicação Visual e Raceweb.com.br), já está pronto e rumando à Erechim para a primeira etapa deste ano, já que não puderam competir em Estação, primeira etapa do Campeonato Gaúcho, disputada em abril.

“Nossa expectativa é grande, principalmente depois da nossa última prova onde tivemos problemas mecânicos nos dois dias do rali. Revisamos todo o carro, deixamos ele com um ótimo setup, mais confiável. O VW Gol ainda é novo, andamos menos de duas provas com ele e eu e o Edgar estamos indo para a segunda corrida juntos. Só esses fatos já deixam a expectativa ser grande e a prova, sendo em Erechim, isso se multiplica. Por problemas de agenda, não conseguimos andar em Estação, estão será nosso primeiro rali no ano”, destaca Luciano Cassol.

“A primeira prova do ano sempre é de grande expectativa e ansiedade para qualquer equipe. Em Erechim tudo se potencializa ainda mais por ser uma prova de grande expressão no calendário Sul-americano. Por estar correndo em casa, perto de familiares e amigos, e para nós ainda temos a questão de não ter participado da primeira etapa, o que nos deixa no compromisso de fazer uma boa corrida agora”, amplia o navegador Edgar Marsarotto Jr.

Maior desafio do ano

A prova de Erechim é de rodada dupla para o campeonato Gaúcho, com a sexta e sábado, dias 19 e 20, valendo uma etapa, o domingo, dia 21, valendo pontuação para outra etapa. Será também o rali mais longo do anos aos competidores do Estadual.

Tudo isso exige muita atenção e concentração para completar e pontuar, aponta a dupla da RW Motorsport. “ Ainda estamos buscando entrosamento para a dupla, uma vez que só fizemos uma prova ano passado e não completamos ela, é uma prova longa e bastante dura no sábado, precisamos ter cuidado e buscar completar a prova já é uma boa perspectiva de conseguir algum resultado”, diz Marsarotto Jr.

“O principal desafio é chegar, é uma prova muito longa e dura que temos que dosar velocidade e a segurança pra terminar a corrida”, acrescenta Luciano Cassol.

“Não podemos cometer excessos, é preciso respeitar os limites do carro, da pista e os nossos próprios limites. Em uma prova longa ,ajuda bastante para completar e buscar um bom resultado. Em Erechim é preciso ter paciência e não correr riscos desnecessários que possam causar algum dano e nos tirar da prova”, explica o piloto.

O Rally de Erechim

Erechim sempre é uma corrida especial, diz Luciano Cassol. “Minha principal lembrança foi ter vencido a etapa em 2015 na categoria RCR. A prova de Erechim é muito longa e temos que andar com a cabeça, e chegar no fim. Infelizmente na corrida  final do Gaúcho em 2016, tivemos uma quebra mecânica e queremos voltar a andar logo para tirar essa lembrança ruim”.

Sobre as especiais, além da primeira, que é inédita a todos os competidores, Marsarotto diz que as demais provas de sábado são praticamente iguais as do ano passado. “Trechos de grandes subidas e descidas e locais que não permitem erro, é preciso ter muita atenção em vários locais da prova. Acredito que no domingo será uma prova mais rápida e também conhecemos elas devido serem iguais as da última etapa do Campeonato Gaúcho de 2016, porém como tivemos problemas no carro não conseguimos andar em ritmo de prova nelas, com certeza será um ótimo rali, com trechos muito técnicos onde fica equilibrada a disputa entre competidores”, explica.

A equipe terá o aplicativo para smartphones com sistemas Android, desenvolvido pela própria equipe, para quem quiser acompanhar os resultados da corrida. Ele pode ser baixado na Google Play, pesquisando por RW Motorsport ou no link https://goo.gl/guO9RU.

Leia também

Publicidade

Publicidade

Blog dos Colunistas