Euro R$ 3,65 Dólar R$ 3,27

Publicidade

Rural

Mais de 230 pessoas participam de atividade leiteira em São José do Ouro

Por Assessoria de Imprensa
Foto Assessoria de Imprensa

A atividade leiteira foi o tema central do Dia de Campo Microrregional, realizado na localidade de São Pedro do Iraxim, em São José do Ouro. O evento realizado pela Emater/RS-Ascar, em parceria com a prefeitura, contou com a colaboração da família de Eloe e Wilson Poletto, que abriam a propriedade para receber os mais de 230 participantes. Foram quatro estações técnicas que abordaram assuntos como energia renovável, nutrição de bovinos de leite, compost barn e manejo de dejetos dos animais.

O engenheiro agrônomo da Emater/RS-Asca, Amauri Pivotto, e os produtores Rafael Bergamo e Wilson Poletto, apresentaram o sistema de criação de bovinos de leite, compost barn. Segundo eles, entre os objetivos do Sistema está a criação de um ambiente confortável para os animais o que reflete na produção leiteira. A estação que abordou a nutrição e alimentação de bovinos de leite, apresentada pelo engenheiro agrônomo, Vilmar Wruch Leitzke, explicou sobre o funcionamento do rúmen dos animais e alertou aos produtores sobre os aspectos referentes à fisiologia digestiva dos ruminantes, associada ao balanço nutricional e equilíbrio fibras, energia e proteína na dieta.

O engenheiro agrônomo da Embrapa suínos e aves, Evandro Carlos Barros, apresentou a estação sobre manejo e aproveitamento de dejetos dos bovinos, alertou para o poder fertilizantes dos dejetos, bem como o risco ambientais que os mesmos representam. Um dos temas abordados foi à energia eólica, apresentada pelo engenheiro eletricista, Paulo Ricardo Silva, ele explicou que são necessários alguns elementos como potencia velocidade e frequência do vento, altitude e umidade para avaliar o custo do consumo.

O gerente regional da Emater/RS-Ascar, Oriberto Adami, destacou na abertura do Dia de Campo, que eventos como esse estão sendo realizados na região. Destacou a prioridade da instituição em atividades que gerem renda ao produtor, visando à qualidade de vida e a sucessão familiar, nas propriedades. O coordenador municipal da Agriocultura, Wilson Rizzon, falou da importância de eventos como esse para o município e agradeceu ao empenho da Emater/RS-Ascar.

Na avaliação da equipe municipal, o evento superou as expectativas. “Prevíamos a participação de cerca de 150 pessoas e esse número passou de 230, com representantes de dez municípios. Creditamos esse sucesso à importância da atividade leiteira para os municípios da região, à qualidade das palestras e dos palestrantes, bem como à mobilização feita pela Extensão Rural. É nossa função levar ao produtor as informações importantes para as suas atividades”, avaliou o engenheiro agrônomo e chefe do escritório municipal da Emater/RS-Ascar, Leônidas César Dutra.

Publicidade

Publicidade

Blog dos Colunistas