Euro R$ 3,71 Dólar R$ 3,15

Publicidade

Geral

Lançada a marca dos 100 anos de Erechim

Por Najaska Martins
Foto Najaska Martins

Com o Centro Cultural 25 de Julho lotado, foi apresentada na noite deste domingo (18) a marca comemorativa aos 100 anos de Erechim, criada pela Agência Arsenal Criativo. A imagem é complementada pela frase "Erechim 100 anos - aqui é nossa casa". Na ocasião também foi lançada a exposição “100 anos de história – 100 momentos de felicidade”, que conta com retratos de erechinenses, fotografados por Osnei de Lima.

A recepção dos convidados foi feita por representantes das diferentes etnias que formam Erechim, cada um dando boas vindas no idioma do país de origem de suas famílias. O evento, que iniciou com um número artístico italiano, contou ainda com a apresentação de curiosidades relacionadas à história do município e com o stand up “Antídotos para um mundo canibalizado”, do especialista em comunicação social, Julmir Ceccon.

No espaço reservado às manifestações das autoridades, o presidente da Unicred – uma das apoiadoras da iniciativa - , Antonio Gabriel Teixeira, salientou a importância de se unir às causas da cidade, destacando a felicidade pela cooperativa estar presente em um momento de comemoração, como é o centenário do município. O historiador Enori Chiaparin também pontuou sobre a data, enfatizando que o período deve servir para a comunidade erechinense refletir sobre os acertos e fraquezas de Erechim.

Autor das imagens que protagonizam e exposição, Osnei de Lima falou de cultura, destacando a importância da fotografia, por seu papel de “não mudar, mesmo quando as pessoas mudam”. Salientou ainda que a exposição nasceu do sonho de “fotografar momentos felizes de pessoas que fazem felizes”.

O prefeito de Erechim, Luiz Francisco Schmidt definiu o momento como “a primeira noite da mudança que todos queremos”, pontuando que cabe a cada erechinense dar a sua contribuição para “construir a cidade que busca” e para “que o município siga crescendo”. O juiz Antônio Ribeiro leu a ata de criação do município, ladeado de erechinenses representando as pessoas presentes no momento em que esta foi criada e assinada.

A noite encerrou com o concerto Trilhas Sonoras de Cinema, da Orquestra Belas Artes. O espetáculo contou com corais, solistas, e teve a regência do maestro Gleison Wojciekowski e participação do maestro Marcio Buzatto. Foram executadas 12 peças, sendo todas as apresentações amplamente aplaudidas.

Leia também

Publicidade

Publicidade

Blog dos Colunistas