Euro R$ 3,76 Dólar R$ 3,19

Publicidade

Geral

Medicina à favor: busca pelo sonho da paternidade

Por Izabel Seehaber - izabel@jornalbomdia.com.br
Foto Izabel Seehaber

Ser pai é o desejo de muitas pessoas. Porém, para alguns homens isso é visto como um desafio, pois em razão de algum problema de saúde, fica difícil exercer a paternidade. Contudo, a medicina evolui constantemente e na área de tratamento da infertilidade masculina são registrados avanços importantes. Tanto, que muitos especialistas destacam que raramente um casal não poderá ter filhos em razão de problemas masculinos, pois estes, na maioria das vezes, são solucionáveis. 

De acordo com o médico urologista de Erechim, Antônio Ernesto Todeschini, os problemas de fertilidade acometem em torno de 15% dos casais (cerca de dois em cada 10). Conforme a versão da revista americana men's Health, alguns hábitos simples do cotidiano, tais como alimentação e stress, podem ser responsáveis por esse problema. Além disso, outros comportamentos também podem influenciar, tais como: ficar acordado até tarde; guardar o celular no bolso; exagero em álcool.

Todeschini afirma que muitos homens procuram atendimento médico para verificar como está a saúde e também analisar os possíveis problemas que podem estar impedindo a fertilidade. "O problema mais comum é aoligospermia (diminuição da quantidade de espermatozóides) causada pela varicocele - dilatação das veias presentes dentro do escroto, a bolsa de pele solta abaixo do pênis que detém os testículos", explica. 
Esses pacientes precisam se submeter a um processo cirúrgico. No entanto, o especialista ressalta que cerca de 70% dos homens com varicocele podem ter filhos normalmente. "Em mais de 90% o problema acomete o testículo esquerdo e se submetendo ao procedimento, o homem consegue ter filhos", cita, destacando ainda, que os homens vêm procurando muito o atendimento médico e estão preocupados com a paternidade, em saber sobre as novas técnicas de fertilização". 


Entre as opções está a fertilização in vitro e técnicas de reprodução humana assistida. "Hoje em dia, se há apenas um espermatozóide, há chances de fecundação e desse homem se tornar pai. A medicina evoluiu muito nos últimos tempos. Hoje em dia as clínicas realizam um trabalho amplo que incluem técnicas de baixa e alta complexidade.
A Fertilitá em Porto Alegre é uma das clínicas indicadas", pontua. 

Técnicas avançadas
O urologista, doutor pela Unifesp de São Paulo, Claudio Telöken, comentou à reportagem do Bom Dia que os casais com infertilidade hoje em dia e que não tem gravidez em um ano, são contemplados com uma investigação. Do mesmo modo, o médico comenta que a mulher, na maioria dos casos, tem o instinto de se tornar mãe, geralmente até a faixa dos 30 anos. "Em contrapartida os homens, nessa faixa etária, não costumam se interessar e irão começar a pensar mais nesse assunto aos 45 anos", diz.


Segundo ele, aumentaram muito os casos de infertilidade em razão do próprio estilo de vida. Contudo, raros homens não serão pais em razão de alguma complicação de saúde. "Existem várias técnicas, entre elas, a tecnologia que injeta espermatozóides no óvulo", pontua.
Sobre a varicocele, o médico ressalta que é facilmente tratável mas não é a primeira atitude, pois as causas mais frequentes estão relacionadas ao uso abusivo de álcool, cigarro e outras drogas, tais como cocaína e maconha. "O sedentarismo e a obesidade também produzem infertilidade. Outra questão que preocupa é o uso de andrógenos - principalmente a testosterona - em adolescentes e adultos. É tipicamente um anticoncepcional masculino. Por isso, vale o alerta", enfatiza.


Outras situações que colocam em risco a fertilidade são:
* Profissionais que trabalham com defensivos agrícolas e não utilizam muita proteção; 
* Pessoas que trabalham com derivados do petróleo ou graxa em oficinas e depois lavam as mãos com gasolina; 
* Adeptos a jogos e que ficam em ambientes fechados aspirando a fumaça de cigarro; 
* Frequentadores de sauna ou que ficam mergulhados em água muito quente por tempo prolongado. É danoso para o testículo;
* A depressão, a ansiedade e o stress, e também as pessoas que não dormem adequadamente, pode ter mais dificuldade de fertilidade;
Mesmo diante de várias situações de risco, pouquíssim homens não conseguem ser pais. 
- Micro-TESE - permite que homens com problemas de infertilidade possam ter filhos com espermatozoides próprios. Trata-se de uma microdissecção testicular para extrair os espermatozoides diretamente dos testículos. 
- PESA - procedimento simples e geralmente acontece sob suave sedação para que seja possível a punção dos epidídimos (estruturas do aparelho reprodutor masculino que armazenam os espermatozoides que foram produzidos nos testículos), para aspirar aos espermatozoides ali contidos.
- (ICSI) - injeção intracitoplasmática de espermatozoides - é uma técnica de reprodução humana assistida realizada por meio do tratamento de Fertilização in vitro (FIV).


Atenção: quem realiza procedimentos, tais como vasectomia - na maioria dos casos é possível reverter através de uma cirurgia de ambulatório.

Leia também

Publicidade

Publicidade

Blog dos Colunistas