Euro R$ 3,74 Dólar R$ 3,16

Publicidade

Geral

Obituário - Ydillio Segundo Badalotti

Por Antonio Grzybowski
Foto Antonio Grzybowski/ reprodução

O município de Erechim decretou três dias de luto oficial pelo falecimento do radialista, contabilista e empresário Idylio Segundo Badalotti, ocorrido no sábado, (19). “Seu Ydillio”, como era conhecido por todos, morreu aos 88 anos, após longo tratamento contra o câncer. 

Nascido em Veranópolis em 17 de setembro 1928, filho de Santina Gueradia e Luiz Badalotti, teve quatro irmãos: Honorino Salvador, Ilda Badalotti Argenta, Almiro Silvio e Remo Luiz Badalotti.

Formado pelo Colégio Marista Medianeira, atuou como contabilista desde 1945 e dentro da Rádio Difusão sempre atuou como gerente executivo desde 16 de fevereiro de 1962. Trabalhou ainda, como comentarista esportivo nos jogos do Ypiranga. Ele foi um dos pioneiros do rádio erechinense, gerenciando a Rádio Difusão por mais de 50 anos. Era casado com Firmina Maria Tagliari Badalotti, pai de Luis Antonio, Mariângela e Fernando, e avô de Gustavo, Felipe, Guilherme e Isadora.

De perfil conservador, ético e responsável, Ydillio Segundo Badalotti foi uma referência no sistema de radiodifusão gaúcho, tanto na parte administrativa como nos microfones. Sabia opinar sobre futebol, política, saúde, educação, agronegócio e todos os assuntos que impactavam na vida das pessoas. Uma de suas características era ouvir o rádio, em casa, no trabalho ou no carro. Prezava pelos bons costumes, eloquência na locução e música de qualidade para seus ouvintes.

Também chegou a ser atleta de futebol e árbitro, no antigo Esporte Clube 14 de Julho.

Na comunidade, presidiu o Esporte Clube14 de Julho, foi membro da diretoria do Clube do Comércio e sócio de empresas familiares, como Badalotti Corradi, Badalotti e Cia, Cerâmica Cremona.

Como diretor da rádio, foi vice-presidente da Associação Gaúcha de Rádio e Televisão. Também recebeu honrarias na Câmara de Vereadores, como Menção Honrosa da Câmara, recebeu homenagens do 13º Batalhão, Amigo e Colaborador da Brigada, e em 2012 recebeu a medalha ‘Mérito Farroupilha’ pela Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul.

A missa de 7º dia de falecimento deverá ser realizada na sexta-feira, às 18h15, na Catedral São José.

 

Leia também

Publicidade

Publicidade

Blog dos Colunistas