Euro R$ 3,74 Dólar R$ 3,17

Publicidade

Política

Madeireiro é homenageado com nome de rua em Erechim

Por Assessoria de imprensa
Foto Divulgação

O plenário do poder Legislativo de Erechim, aprovou projeto de lei de autoria do vereador  Gilson Serafin (PSD), que denomina "Rua Nelson Francisco Dariva – Madeireiro", travessa localizada no Bairro Jabuticabal.

“Estamos reunidos juntamente com seus familiares, para prestar esta justa e merecida homenagem à memória de um cidadão, bem como os seus   familiares que seguem trabalhando e contribuindo para o progresso e desenvolvimento de nossa cidade”, pontuou o autor do projeto de lei no discurso de homenagem.

Sobre o homenageado

Nelson Francisco Dariva, filho de Henrique Dariva e de Cesira Dariva, nasceu na cidade de Barão de Cotegipe em 20  de maio de 1936 onde estudou até a 5ª série do ensino fundamental, na Escola Cristo Rei daquele município.

 Em 04 de maio de 1963, casou-se com Dona Realdina  Dariva, na cidade de Barão de Cotegipe, sendo que  em seguida mudaram-se para Erechim, onde vieram a residir na Rua Passo Fundo, nº 147, Bairro Centro.

 Dessa união nasceram as filhas, Loni Beloni Dariva Dufloth  e Levita Carmem Dariva Chiamenti, que por sua vez lhes deram dois netos:  Nicole Dariva Dufloth e Lucas Dariva Chiamenti.

Dariva era sócio proprietário da Serraria Dariva e Prigol Ltda, localizada na Linha Gramado. Nesta empresa trabalhou por 40 anos, entre 1956 e 1993, quando se aposentou.

“Nelson era uma pessoa de muita fé e frequentava a Igreja como bom católico. gostava de jogar bocha com os amigos, mas o que mais lhe fazia feliz eram as reuniões com a família aos domingos, aniversários, festa de natal e fim de ano”, lembra.

 “Em 31 de maio de 2013, Nelson Francisco Dariva, faleceu deixando muitas saudades a toda a sua família e amigos, que sempre vão lembrar-se dele como uma pessoa de bem, de conduta exemplar, modelo a ser seguido por todos, quer como cidadão honrado e trabalhador que foi, cumpridor fiel de seus deveres para com seus semelhantes, merecedor desta justa homenagem que prestamos em sua memória”, finalizou Gilson Serafin.

 

 

 

 

Publicidade

Publicidade

Blog dos Colunistas