Publicidade

Mundo

Renzi deixa a liderança do Partido Democrático após derrota em eleição italiana

Por Agência Brasil
Foto Divulgação

O secretário-geral do Partido Democrático (PD) e ex-primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, apresentou nesta segunda-feira (5) a sua renúncia à liderança da legenda, após os maus resultados obtidos nas eleições gerais de domingo, nas quais o seu partido obteve cerca de 22,85% dos votos. A informação é da EFE.

"É óbvio que, depois deste resultado, eu deixe a direção do partido", disse Renzi, que afirmou que já pediu ao presidente do PD, Marteo Orfini, que convoque uma assembleia para decidir quem será o próximo secretário-geral.

Segundo Renzi, isso ocorrerá assim que terminar a formação do novo Parlamento e do governo do país.

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas