Publicidade

Esportes

Com vantagem, Barcelona enfrenta a Roma

Os dois clubes entram em campo nesta terça-feira (10)

BARCELONA.JPG
Por Estadão
Foto Barcelona

O Barcelona define o confronto de quartas de final da Liga dos Campeões da Europa diante da Roma nesta terça-feira, às 15h45 (de Brasília), no estádio Olímpico, na capital italiana. O time catalão chega para o jogo com uma grande vantagem, após ter goleado na ida por 4 a 1, em casa, mas o técnico Ernesto Valverde alertou para um possível "salto alto" e pediu seriedade para a partida.

"Não podemos confiar. Chegamos para a partida pensando que não há nada ganho, o duelo está para ser decidido, apesar de termos um bom resultado que nos dá vantagem. Devemos pensar como se estivesse 0 a 0, pode acontecer qualquer coisa. Vamos a campo para fazer uma boa partida e ganhar, não pensamos em nada mais, sem excesso de confiança e sem especular com a partida de ida", afirmou. Até por isso, o treinador admitiu o favoritismo do Barcelona para ficar com a vaga. "Se estivermos no nosso nível, somos um time difícil de fazer gol e temos argumentos para ganhar. Eles já demonstraram que têm bons jogadores. Um erro ou um excesso de confiança pode cobrar caro", considerou.

ROMA - O técnico da Roma, Eusébio Di Francesco, concedeu entrevista coletiva na tarde de ontem (9), na véspera do duelo de volta contra o Barcelona. O treinador falou sobre a missão quase impossível de conseguir reverter a derrota por 4 a 1 no jogo de ida. "Devemos acreditar em algo importante e encarar a partida com paixão. Devemos dar o máximo e amanhã (terça) é uma ocasião para demonstrar que podemos fazer algo importante", afirmou.

O técnico da Roma acredita também que a presença de 70 mil torcedores no estádio Olímpico possa fazer a diferença. "Precisamos acreditar porque em casa somos outra equipe. O mesmo que acontece com o Barcelona que joga bem no Camp Nou e fora de casa não tem a mesma força", prosseguiu.
O técnico da Roma também deu boas notícias aos seus torcedores. O atacante turco Cengiz Under está recuperado de lesão e fará parte da lista de relacionados. Em compensação, não poderá contar com o argentino Diego Perotti, que se machucou no duelo de ida contra o Barcelona. "Poderia haver espaço para entrada de Schick, que busca mais o gol. Também posso optar pelo Under, que mostrou que está muito melhor e tem condições de começar entre os titulares", despistou.

 

Publicidade

Blog dos Colunistas