Publicidade

Erechim

Matéria Iluminação em trevos.jpg

Vereadora solicita reparos em trevos e entroncamentos de Erechim

Vereadora Sandra Picoli (PCdoB) protocolou pedido

Por Assessoria de Imprensa
Foto Divulgação

Serviço básico que impacta diretamente no bem-estar da população, a iluminação pública tem gerado queixas por parte da comunidade erechinense. Não são poucos os locais no município em que as lâmpadas são insuficientes ou simplesmente não estão mais onde deveriam estar. Sabendo da necessidade de reparos urgentes nessa área, a vereadora Sandra Picoli (PCdoB) protocolou nesta semana um pedido de providência em que solicita melhorias ou a implantação de sistema de iluminação nos trevos e entroncamentos de Erechim. O requerimento será votado em plenário durante a próxima sessão ordinária, na segunda-feira (16).

Em seu pedido, a parlamentar cita os seguintes entroncamentos entre ruas e avenidas com torres de iluminação acima de dez metros de altura como os que necessitam de uma atenção imediata por parte do Executivo: Itália com Aratiba (foto), Pedro Pinto de Souza com Aratiba, 15 de Novembro com Pernambuco e Alemanha com Presidente Vargas, além dos trevos da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) e da Viero, bem como vários trechos das avenidas Maurício Cardoso e Sete de Setembro.

Sandra relata que todas as localidades referidas são alvos de constante queixa da população, que alega, além da óbvia perda de visibilidade à noite, sensação de insegurança ao transitar em suas proximidades. “São diversas vezes em que temos que reclamar por encontrar ruas escuras pro falta de manutenção preventiva por parte da Prefeitura, responsável por manter as luzes sempre acesas nos logradouros e ruas da cidade, já que os usuários têm em suas contas o desconto de uma taxa de iluminação pública”, destaca a edil, reforçando que se trata de um problema crônico no município. “É um transtorno que persiste por diversos pontos, basta circular pela cidade para logo perceber que muitos lugares causam até medo, pois a escuridão facilita a ação de assaltantes, por exemplo”, lamenta Sandra.

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas