Publicidade

Erechim

Vereador questiona o Executivo sobre licitação dos serviços de água e esgoto

Matéria - Licitação água e esgoto.JPG
Por Assessoria de Imprensa
Foto Divulgação

A demora e falta de informações do Poder Público erechinense em relação a dois serviços básicos para a população têm deixado preocupado o vereador Lucas Farina (PT). Nesta semana, o vereador solicitou ao Executivo informações referentes ao processo licitatório de concorrência pública que trata da concessão dos serviços de fornecimento de água e tratamento do esgoto sanitário em Erechim. O pedido foi aprovado por unanimidade na última sessão ordinária. De acordo com o parlamentar, trata-se de um tema delicado e que impacta diretamente a vida da população erechinense, já que o fornecimento de água e o tratamento de esgoto são fatores essenciais para o desenvolvimento econômico e social.

“São fatores que levam à melhoria da qualidade de vida das pessoas, sobretudo na saúde infantil, com redução da mortalidade infantil, além de melhorias na educação, na expansão do turismo, valorização de imóveis, renda do trabalhador, despoluição de rios e preservação dos recursos hídricos”, enumera Farina. A partir desta necessidade, o vereador considera necessário um esclarecimento por parte do Poder Executivo, uma vez que diversas entidades e a própria comunidade têm demonstrado apreensão em relação a este aparente impasse.

Procurado, um dos coordenadores do Fórum Popular em Defesa da Água, Fábio Adamczuk, manifestou sua insatisfação com o que vem ocorrendo. “Entidades ligadas ao fórum e a sociedade em geral têm se manifestado publicamente sobre a relevância dos temas tratados, bem como a necessidade do repasse de informações sobre o andamento do edital. Pela importância que têm, estes serviços não podem virar mercadorias para empresas privadas obterem lucro. Tem causado preocupação a falta de informações quanto ao seu andamento, já que estas mesmas entidades consideraram ‘boa e vantajosa’ a proposta apresentada pela Corsan”, explica.

O vereador aborda as seguintes questões: a) em que situação se encontra o referido processo licitatório?; b) no dia 15 de janeiro de 2018, o diretor-presidente da Corsan, Flávio Ferreira Presser, oficializou uma proposta para prestação do serviço público de abastecimento de água e esgotamento sanitário. Na ocasião, a Corsan sugeriu a assinatura de um novo contrato, onde estariam todas as exigências no edital formulado pelo município. A Prefeitura Municipal de Erechim respondeu à proposta apresentada?.

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas