Publicidade

Erechim

Alunos de Agronomia da URI conhecem moderna estrutura para área leiteira

IMG-20180412-WA0016.jpg
IMG-20180406-WA0048.jpg
Por Assessoria de Imprensa
Foto Divulgação

Acadêmicos do Curso de Agronomia da URI Erechim conheceram um exemplo de free stall, um novo tipo de estrutura rural utilizado para confinamento de rebanhos leiteiros e que vem sendo empregado em vários países. A visita de estudos foi na propriedade dos produtores Allan André Tormen e Verusca Balen, na localidade de São João Giareta, que explora os 28 hectares de área disponível para produzir alimentos para 68 vacas em lactação que produzem uma média de 33 litros de leite por dia por animal. A visita fez parte da disciplina de bromatologia e nutrição animal, ministrada pelo professor Amito Teixeira.   

O sistema free stall consiste em áreas com camas individualizadas, corredores de acesso e pistas de trato. Entre os benefícios estão a possibilidade de controlar melhor as condições do ambiente, melhorando o conforto animal e evitando flutuações de produção entre inverno/verão; oferecer resfriamento adequado às vacas, com uso de ventiladores e aspersores; facilitar o monitoramento do rebanho, como detecção de cios, acompanhamento pré e pós-parto, bem-estar animal; além de otimizar o uso da dieta total e liberar espaço da propriedade para recria ou produção de alimentos.

Os alunos puderam ver vários diferenciais da propriedade, como os imensos silos para o armazenamento de silagem de milho, os rolos de silagem de azevém pré-secado, o sistema de limpeza automático do free stall e a fábrica de rações, onde são feitas as misturas de todos os ingredientes que compõem a dieta das vacas.

Ao longo da visita, o proprietário possibilitou com que os alunos acompanhassem a ordenha das vacas que é realizada três vezes por dia (5h, 13h e 21h). Outro diferencial da propriedade é a criação de terneiras em baias individuais suspensas que proporcionam uma excelente condição de conforto para os animais.

Segundo os produtores, o sucesso no uso do free stall é totalmente dependente de fazer um projeto bem planejado, adequado às condições do terreno e às características do rebanho, e de realizar um correto manejo diário, tanto de limpeza das camas, corredores, bebedouros e cochos, como também do manejo dos dejetos, ciclos de resfriamento e oferta de alimentos.

Segundo o professor Amito Teixeira, que acompanhou o grupo, a visita foi muito proveitosa conferindo uma importante vivência para os alunos.

 

Publicidade

Blog dos Colunistas