Publicidade

Erechim

Vereador reforça que privatização da água e esgoto será ruim para a população

corsan.jpg
Por Assessoria de Imprensa
Foto Divulgação

No último mês, o vereador Lucas Farina (PT) solicitou ao Executivo informações referentes ao processo licitatório de concorrência pública que trata da concessão dos serviços de fornecimento de água e tratamento de esgoto no município. Na ocasião, o parlamentar ressaltou a importância destes serviços, que impactam diretamente a vida da comunidade erechinense, e chamou a atenção para que não se tornem mercadorias para empresas privadas obterem lucro.

Agora, o edil volta a reforçar sua posição: na última sessão ordinária, realizada na segunda-feira (7), Farina novamente alertou para eventuais problemas que poderão surgir com a privatização da água e do esgoto. Segundo ele, a população pagará a conta caso a Prefeitura vá adiante com a licitação. “Muitos dos municípios que privatizaram estes serviços convivem com enormes dificuldades, como aumento no preço das tarifas, terceirização e precarização do trabalho, piora na qualidade da água e atrasos na execução”, enumera o vereador, citando o exemplo de Uruguaiana, na Fronteira Oeste, que foi condenada a indenizar as estrutura existentes da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan). “Estes custos posteriormente serão repassados à população. São dificuldades como esta que estão fazendo com que vários municípios busquem reestatizar estes serviços”, completa.

Desrespeito com a comunidade

 No pedido em que solicitava ao Poder Executivo informações sobre o andamento do processo licitatório, o parlamentar explica que seu objetivo era sanar dúvidas que pudessem estar preocupando a população, já que a forma com que tem sido encaminhada a licitação passa longe do ideal, segundo Farina. A resposta da Prefeitura, no entanto, não serviu para esclarecer nada. Pelo contrário. “O Município, através da secretaria competente, limitou-se a responder que todas as informações estavam na página eletrônica da Prefeitura. Considero esta resposta limitada, de nenhuma utilidade e um desrespeito não somente a mim, como aos demais vereadores, que aprovaram por unanimidade a solicitação, e a toda a comunidade”, critica Farina.

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas