Publicidade

Erechim

Daltro Filho dá início a projeto de modernização de praças de Erechim

IMG_6765.JPG
IMG_6698.JPG
IMG_6684.JPG
Por Assessoria
Foto Rodrigo Finardi

Na manhã desta quarta-feira (16), no Salão Nobre da Prefeitura Municipal de Erechim, na presença de representantes do Poder Legislativo e da imprensa, a administração municipal por meio das Secretarias Municipal de Obras e Habitação e Municipal de Meio Ambiente, apresentou o projeto de modernização da Praça Daltro Filho.

A equipe técnica especializada responsável pela obra composta pelas arquitetas e urbanistas Alana Kipper e Mariele Araldi, por Renan Scapinello, engenheiro civil, e por Halina Kluch, engenheira agrônoma, apresentou detalhadamente o planejamento de execução dos trabalhos. A preocupação com a preservação do contexto histórico e as reivindicações de usuários da Praça orientaram todo o projeto. Os valores foram preservados para não haver interferências no processo de licitação e o tempo estimado para a obra é de seis meses.

Dentro do projeto, os técnicos responsáveis destacaram o fato de se manter o perfil atual do local (elevações e desníveis) e a preocupação com a acessibilidade universal e a segurança. Os setores atuais serão preservados e acrescido de novos: reforma da quadra poliesportiva; reforma do labirinto infantil; novo playground e academia com brinquedos e aparelhos destinados a portadores de limitações físicas; espaço pet totalmente cercado; um anfiteatro com capacidade para até 60 pessoas; pista compartilhada de manobras para skate, bicicleta e patins com arquibancada; sanitários modernos, sala zeladoria e espaço adequado para taxistas.

O Secretário de Obras e Habitação destacou, na oportunidade, que esta será a primeira praça do Município com iluminação led e que sua vigilância será feita por videomonitoramento. “Queremos dar à comunidade um espaço seguro, com conforto e que atenda às necessidades de todos que forem até lá para seu lazer”, observou Vinícius Anziliero. Também esclareceu pontos que geralmente preocupam a população como a perda de espaço e da vegetação existente. Explicou que uma pequena diminuição da área total vai beneficiar o tráfego local com o alargamento de pistas. “As árvores serão transplantadas dentro da própria Praça, a araucária que está em uma das esquinas do local será mantida, havendo apenas a retirada de cinco árvores condenadas e que colocam em risco a segurança”, colocou o Secretário Municipal de Obras e Habitação

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas