Publicidade

Saúde

Dicas importantes para uso de muletas

Dispositivos de auxílio a caminhada tem importante papel na funcionalidade de deslocamento das crianças que necessitem de apoio

unnamed (8).jpg
Por Assessoria de Imprensa
Foto Divulgação

Dispositivos de auxílio a caminhada tem importante papel na funcionalidade de deslocamento das crianças que necessitem de apoio

Correr e pular são as possibilidades que uma criança tem para desbravar um mundo tão cheio de novidades e aventuras. Infelizmente, essas atividades podem ocasionar alguns tipos de lesão mais comuns na infância como as contusões musculares, as fraturas e os entorses de tornozelo, mecanismos de trauma relacionados a quedas que afetam principalmente mão, punho, pé e tornozelo.

Segundo o fisioterapeuta que atua na área de Pesquisa e Desenvolvimento de produtos da Mercur, Regis Severo, o objetivo do tratamento nestes casos é sempre possibilitar a recuperação da lesão e dos movimentos perdidos com o período de repouso ou imobilização. "Em grande parte das lesões as condutas envolvem o repouso da região lesionada, evitando o movimento das articulações e o apoio de peso durante a caminhada ou para ficar em pé", explica.

Ele ressalta que muletas e outros dispositivos de auxílio a caminhada tem importante papel na funcionalidade das crianças que necessitem de apoio para se deslocar. O papel deles vai muito além de possibilitar que a criança fique em pé. É preciso, sobretudo, proporcionar movimentos e uma postura mais próximos do padrão do pequeno. Por este motivo a escolha da muleta não pode ocorrer apenas pelo tamanho e altura do produto, é preciso observar outras características, principalmente ergonômicas.

"Quanto maior for o tempo de uso das muletas, que varia de acordo com cada tipo de lesão, maiores devem ser os cuidados para que a criança consiga desenvolver a caminhada sem comprometer outras estruturas corporais. Desvios posturais e o surgimento de dores articulares e musculares em alguns casos podem ser resultantes do uso de produtos inadequados. Por isso é importante que um profissional da saúde oriente quanto ao uso do produto em qualquer circunstância", ressalta.

Confira algumas dicas do fisioterapeuta

Peso e dimensões dos apoios de mão e antebraço

Elas devem ser adequadas às dimensões corporais das crianças. Em alguns casos, as pessoas costumam apenas cerrar os tubos de uma muleta para pessoa adulta e adaptar para a altura da criança, o que não é aconselhável. O peso é outro importante fator a ser considerado. Muletas específicas para crianças, com dimensões compatíveis com o biotipo, como a Muleta Infantil da Mercur, apresentam peso menor sem comprometer a resistência e geram menor esforço muscular dos membros superiores para levantar e impulsionar as muletas para frente.

Experimente

Procure experimentar o produto com a criança antes da compra, observando se o apoio da criança na muleta está adequado e se ela consegue manter uma postura mais próxima do normal com o uso. Verifique sempre se o apoio de mão (manopla) apresenta dimensões adequadas ao tamanho das mão da criança. Isto é importante, pois é neste ponto que a criança irá descarregar o peso do corpo e concentrar maior pressão. Se o apoio não for adequado, há risco de sobrecarregar o punho e mão, o que pode levar ao aparecimento de dores e lesões nesta região.

 

Segurança

A criança precisa sentir-se segura! Obviamente, a caminhada com muletas é algo que precisa ser aprendido e somente com o uso a criança irá desenvolver uma caminhada mais segura e funcional. Porém, já nas primeiras experiências de uso o produto deve transmitir segurança e estabilidade, sem gerar incertezas sobre sua qualidade e resistência. Opte por produtos registrados na ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e que informem o peso suportado.

Prefira muletas com ponteiras de borracha

As ponteiras são a parte do produto que faz o contato com o solo e por isso tem papel importante na estabilidade da caminhada e na segurança. A borracha proporciona melhor aderência ao solo, reduzindo o risco de quedas que ocorre com o uso de ponteiras de plástico.

Orientação profissional sempre

Busque com o médico ou fisioterapeuta que acompanha a reabilitação orientações sobre a forma mais adequada de caminhar. Os ajustes de altura do produto também devem ser orientados para evitar alterações na postura da criança. Alguns detalhes como a posição dos braços, inclinação do corpo, entre outros são extremamente importantes para a saúde global da criança. Fique de olho!

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas