Publicidade

Saúde

Saúde registra bom desempenho na região

Pesquisa da Firjan aponta vários municípios em nível de alto desenvolvimento

No município de Barra do Rio Azul a saúde atingiu um dos maiores índices.jpg
Por Izabel Seehaber jornalismo@jornalbomdia.com.br
Foto Divulgação

O Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM) 2018, divulgado na última sexta-feira (29), revela que 99% das cidades gaúchas (485 dos 490 municípios avaliados) têm nível de desenvolvimento alto ou moderado. Entre as 100 melhores de todo o País, 18 são do Rio Grande do Sul, este valor só é superado pelo estado de São Paulo. Além disso, o estado não tem município com baixo desenvolvimento.

O RS se destaca por ser o que reúne, proporcionalmente, mais municípios com nível de excelência em Saúde: 84,9% (ou 421 cidades). O Rio Grande do Sul responde por sete dos dez melhores municípios do país neste quesito. Apesar disso, o cenário evolutivo frente a 2015 foi dividido: 53% dos municípios avançaram, devido principalmente à melhora no percentual de 7 ou mais consultas pré-natais por nascidos vivos; enquanto 47% recuaram, direcionados pelo maior percentual de óbitos por causas mal definidas.

Menor avanço da última década

De acordo com o estudo, na comparação com 2015, as áreas de Educação e Saúde tiveram o menor avanço da última década e não compensaram as perdas do mercado de trabalho nos últimos anos. Assim, nesta edição o IFDM Brasil atingiu 0,6678 ponto – abaixo do nível observado em 2013.

Avaliação dos gestores

Na região do Alto Uruguai, vários municípios se destacam na área da saúde registrando alto desenvolvimento ou desenvolvimento moderado.

Entre os quais, está o município de Barra do Rio Azul que atingiu um dos maiores índices: 0,9510. O prefeito Marcelo Arruda, disse que a saúde é uma das principais bandeiras que há no município ao longo das administrações. "Temos uma unidade básica bem estruturada, com dois médicos, uma equipe de enfermagem, de agentes comunitários e outros profissionais para atuar na prevenção. Entendemos que assim podemos, inclusive diminuir custos no futuro. Por isso, além de ações preventivas, atuamos com um bom atendimento na UBS, para tentar solucionar os problemas ali e também fornecemos todo o suporte para o cidadão que precisar se deslocar a nível regional para fazer tratamentos”, destaca, citando, entre os investimentos, a inauguração da UBS em 2016, além da aquisição de equipamentos e veículos para melhorar a prestação de serviços.

Para o vice-prefeito de São João da Urtiga, Alceu Dupont, o resultado é fruto de um convênio com hospitais, melhoria da frota de veículos e equipamentos do posto de saúde, além do sistema de plantão que acontece das 17h30 até às 8h. “Nosso objetivo é prosseguir com esses serviços, se adequando às demandas”, comenta.

Do mesmo modo, a Secretária de Saúde, Marizete Frizon, reforça que o resultado é fruto de um trabalho em equipe. “Ao todo são cinco médicos que prestam serviços da UBS. Além disso, procuramos aprimorar a cada ano o plano de saúde, observando o cuidado continuado, a questão das vacinas, entre outras ações com o foco no acolhimento, para que as pessoas tenham acesso aos serviços”, cita.

O município de Gaurama teve um índice de 0,7567, que representa um desenvolvimento moderado. O prefeito de Gaurama, Leandro Putton, questiona os dados e afirma que o município oferece um dos melhores serviços em saúde na região. “Somos responsáveis pelo subsídio para a Atenção Básica, que representa R$ 90 mil ao mês, principalmente ao hospital e à UBS. Nós oferecemos mais do que compete à própria responsabilidade. O que podemos intensificar ainda mais são as ações preventivas com o foco na melhor qualidade de vida aos cidadãos”, comenta o prefeito.

Erechim está na 61ª posição no Estado

O município de Erechim recebeu um índice consolidado, observando as três áreas de avaliação, de 0,8107, considerado, pela metodologia de avaliação, como em “alto desenvolvimento”.

A Capital da Amizade ficou na 61º posição no Estado e 335º lugar  no cenário Brasil. Especificamente com relação a área Saúde, o município obteve o resultado de 0,8684, também considerado de alto desenvolvimento.

Conforme o Secretário de Saúde, Jackson Arpini, o indicador positivo, considerado de alto desenvolvimento, “demonstra que as ações e serviços da Rede Municipal de Saúde de Erechim tem atendido os objetivos, mas permite, igualmente, pressupor que há espaço para avanços na direção da qualificação das ações e serviços de saúde”.

Nesse sentido, de buscar avanços, o secretário cita que estão concentrados esforços no fortalecimento da Atenção Básica, no intuito de dar respostas positivas às necessidades da população usuária do sistema público de saúde, através da contratação de mais médicos, fortalecimento da assistência farmacêutica e estruturas físicas.

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas