Publicidade

Região

Ildo Orth.JPG

“A Transbrasiliana é a alternativa para o transporte de cargas”

Por Ígor Dalla Rosa Müller
Foto Rodrigo Finardi

Prefeitos e autoridades

O Jornal Bom Dia conversou com autoridades e os prefeitos da região sobre o que eles pensam a respeito da Transbrasiliana e o evento realizado na manhã de sexta-feira (6) na UPF em Passo Fundo. Na ocasião, ocorreu o ato de autorização para licitação do projeto técnico da pavimentação da BR 153 (Transbrasiliana). Segundo o presidente do Comitê Executivo Pró-Conclusão da BR 153 e reitor da UPF José Carlos Carles de Souza, a expectativa é que dentro de um ano se efetive a licitação do projeto e em 2020 inicie as obras. A seguir segue relatos. 

Coxilha

“Essa é uma luta de muitos anos, reivindicação regional para pavimentação. Rodovia de importância muito grande, inclusive internacional, porque todo transporte de cargas de São Paulo, Uruguaiana, Buenos Aires, Chile e vice-versa, é feito no itinerário em cima da Transbrasiliana. Só nesse trecho de Passo Fundo a Erechim que passa a ser feito na RS 135, rodovia que não tem estrutura para circular caminhão. Tanto que a RS está toda hora tendo que renovar a pavimentação, mas não aguenta por causa das cargas. A rodovia está sobrecarregada com fluxo de 7 mil veículos por dia. Já não comporta mais o trânsito. A Transbrasiliana é a alternativa para o transporte de cargas. Primeiro passo o projeto, depois trabalhar muito politicamente para que seja colocado recursos e a rodovia possa ser pavimentada”. Prefeito de Coxilha Ildo Orth

Publicidade

Blog dos Colunistas