0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Beleza Feminina

Brincos, anéis e colares devem ser guardados em compartimentos específicos

Cuidados garantem maior vida útil às joias

Por Assessoria de Imprensa
Foto Divulgação

Designer sugere a aquisição de objetos com compartimentos especiais para cada tipo de joia

Adquire-se uma joia para eternizar um momento especial. É esta peça que, diariamente, remeterá à lembrança de uma pessoa ou uma época específica. Para garantir que o brilho e as características se mantenham, são necessários cuidados com o seu manuseio e na forma de guardá-las. O designer de joias e associado da Associação do Comércio de Joias, Relógios e Óptica do Rio Grande do Sul (Ajorsul), Celso Dornelles, afirma que a melhor forma é separar as peças.

“O ideal é adquirir maletas específicas, com compartimentos especiais para cada tipo de joia: brincos, anéis, colares, etc. As joias com pérolas são mais sensíveis e deve-se protegê-las em caixas ou saquinhos de tecidos. Já as joias com pedras precisam ser separadas, para evitar arranhões ou quebras. As correntes também devem ser guardadas individualmente, evitando que formem nós, que podem ocasionar rompimento e torções”, explica Dornelles.

O designer acrescenta que também é necessário prestar atenção a ambientes úmidos. De acordo com ele, a umidade nunca foi boa para as joias, principalmente os metais, pois gera oxidações e fungos. Nos colares, a umidade danifica o fio interno que une as gemas, por isto, a orientação é guardá-las em saquinhos anti umidade.

 Nos casos de nós, a melhor solução é esfregá-los levemente entre dois dedos da mão para depois desfazê-los.  Dornelles sugere, ainda, que periodicamente se limpe as peças com uma flanela e deixe-as arejar, para eliminar a umidade e os fungos.

Leia também