0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Construção e Decoração

02122_02.jpg

Como escolher o piso ideal para a sala

Por
Foto Divulgação

Tanto quanto a estética, o piso ideal para a sala deve combinar uma série de atributos. Veja alguns aspectos para levar em conta na hora de fazer essa escolha.

Materiais 
Existe hoje no mercado uma grande variedade de materiais para piso, com preços e características bem diferentes. Entre os mais usados estão as cerâmicas, porcelanatos, laminados e vinílicos, mas clássicos como madeira, mármore e granito, que costumam ter um custo mais elevado, também são opções. 
Outra possibilidade é fazer um piso de cimento queimado, uma das tendências do momento.

Em geral, eles diferem pela resistência, conforto, manutenção e tipo de instalação. Cerâmicas e porcelanatos são conhecidos pela facilidade de limpeza e durabilidade, por exemplo, mas exigem um pouco mais na hora de instalar. Já os laminados e vinílicos têm aplicação simples e dão um ar aconchegante, porém, estão mais sujeitos a riscos. O recorte das peças também conta: algumas precisam de rejunte, outras não. Por isso, é importante colocar na balança todas as características do seu espaço para chegar ao melhor custo-benefício. Lembre-se também do meio ambiente: vale a pena pesquisar alternativas ecológicas, feitas com materiais reciclados ou bambu, por exemplo.

Espaço 
Sua sala é grande ou pequena? Bate bastante sol? Faz mais frio ou calor na sua região? 
Para garantir conforto térmico, considere tudo isso ao escolher o piso. Cerâmica, porcelanato e pedras são materiais que ajudam a refrescar, enquanto laminados, vinílicos e madeiras trazem uma sensação mais amena.

Observe também fatores como iluminação e umidade. Pisos brilhosos refletem mais a luz, o que pode interferir no conforto visual. Se a sua sala é conjugada com a cozinha, você pode usar o mesmo revestimento nos dois ambientes ou diferenciá-los, para delimitar cada cômodo - de todo modo, é legal usar um piso que tenha boa resistência à água e seja fácil de limpar. 

O mesmo vale se a sala for usada para fazer refeições e se você tiver crianças ou animais de estimação. Outra questão é a circulação: o cômodo é bem movimentado ou mais reservado? Tem móveis que são movidos com frequência, como cadeiras e pufes? Quanto mais movimentação, maiores são os riscos de riscar o piso. Pense também na segurança: revestimentos escorregadios podem ser perigosos, principalmente para idosos e crianças. 
Aí é partir para a escolha das cores e texturas. As opções são inúmeras, mas o básico continua valendo: apostar em uma cor única e neutra, sem muitos detalhes. Assim você não enjoa e deixa para variar na mobília!

 

 

Leia também