Blog do Gleison Wojciekowski

Os Cometas

A família Klein e a música em Três Arroios

Por Gleison Wojciekowski
Foto Arquivo

A família Klein e a música em Três Arroios

Adolfo Klein nasceu em Venâncio Aires no dia 3 de julho de 1910. Era filho de filho de Jacob Klein - também músico que viveria até os 102 anos de idade - Veio para Três Arroios a convite de um amigo de seu pai, o músico Germano M. Weschenfelder no início da década de 1930, para tocar na sua bandinha.

Em Venâncio Aires, Adolfo Klein teve aulas de música que abrangia não somente a prática de instrumentos de sopro como também a teoria e solfejo musical. Seu estudo se encontrava em um ponto que ele já tocava em uma banda.

Em Três Arroios, então comunidade de Boa Vista do Erechim, Adolfo Klein ministrava aulas de música, agregando outros músicos para formar essa banda. Os instrumentos que tocava eram clarinete, trompete e saxofone.

Na década de 1930 a música das bandinhas alemãs já era elemento importante na sua cultura de Três Arroios, animando festas de kerb e aos bailes do chopp. Desde aquele existiram diversos grupos que faziam a trilha sonora destas festas, como a já citada Bandinha de Germano M. Weschenfelder, Bandinha do seu Noschang, Orquestra Lira, Jazz Cruzeiro do Sul e Jazz Palmeira.

Nessa primeira geração de músicos na localidade é possível citar Rodolfo Frühwert  - um dos primeiros a chegar, foi o agrimensor e demarcador das terras -, o trombonista Guilherme Schafer, Geninho Pilotto além dos já citados Germando M. Weschenfelder e Adolfo Klein.

Adolfo Klein tocou nos grupos Jazz Estrela, posteriormente no Jazz Palmeira, foi um dos fundadores do grupo Os Cometas em 1962. Casou-se em 27 de novembro de 1938 com EmíliaLinke, com quem teve 9 filhos, sendo 7 filhos homens e 2 mulheres: Aquiles Jacob (foi padre na catedral de Erechim, antes de formar sua família), Silvéria (professora), Celestino Francisco (músico), Sérgio Antônio, Aristides José (músico), Elmar João, Tarcísio Severo(músico), EdécioNereu (músico) e Edelci. Adolfo Klein fez da música sua profissão até sua aposentadoria, faleceu em 5 de janeiro de 1997.

Edécio Nereu Klein, nascido no dia 12 de maio de 1960, em Três Arroios – RS, seguiu a profissão de seu pai. Apesar de seu pai ser músico, e da influência no desejo pela música, iniciou sua aprendizagem musical de forma autodidata, e posteriormente algumas orientações de seu irmão Aristides nos ensaios familiares.

Fez faculdade de Letras na URI. Os estudos foram custeados pelo trabalho de músico. Com 29 anos de idade prestou e foi aprovado em um concurso para professor do Estado, lecionando português e inglês. Também diretor e vice-diretor da Escola Estadual de Ensino Médio Nossa Senhora de Lourdes.

No final da década de 1970, ainda em Três Arroios, teve sua primeira banda, chamada Os Estouradores - nome dado pelo pároco da época, Padre Ivo Antônio Mochleck - grupo do qual faziam parte Guido Bach (acordeom), Colling (violão), Sovenir Vitzinski (acordeom), Luiz Vitzinski (baixo), Isair Pesenenato (bateria) e Edécio Klein (saxofone). Participou de alguns ensaios do grupo da família Carvalho que contava com Ademar Carvalho no baixo, Vili Carvalho na bateria entre outros componentes.

Em seguida, começou a tocar em Erechim no grupo Os Menssagistas, tocando inclusive um carnaval em Jacutinga com Reinaldo Centenaro no saxofone, Nelson Nunes (Lafayette) no teclado órgão Arbon, Otavio Luiz no baixo, Naco na guitarra, Caco na bateria, Olivo Rodrigues na guitarra, o cantor e proprietário da banda Livinho. Tocou também, alguns bailes com os Gaudérios, substituindo Schosller no saxofone.

Foi para a Banda do Barril de Concórdia, em 1980, juntamente com Zeferino Dametto no acordeom e teclado, Nelson Lerner no trombone, Valdir Webber no trompete, Ernesto Kochenborger no trompete, Jucílio (negão) no baixo e vocal, Mederix na bateria, Rossi na guitarra, Ewaldo Erpich no saxofone, Edécio Klein no saxofone.

Após o carnaval de 1981 entrou na Banda Os Comet,s substituindo Sílvio Schmidt no saxofone, passando posteriormente para o trompete, substituindo o trompetista Eloi Streher, formando dupla com seu irmão Aristides Klein, que estava no grupo desde o primeiro LP.

Em 1981 gravou seu primeiro LP com Os Cometas (e primeiro de sua carreira). Lembranças (Vol. 4) foi produzido em faixas por Bruno Montanari. A formação da banda neste disco era Antoninho Bergamim (Tonico) na bateria, Adelmo Schafer no trombone, Eloi Streher e Aristides Klein nos trompetes, Mário Kleber e Edécio Klein nos saxofones, Luís de Quadros (Gordo) no órgão, Valdir Kunrath no baixo, Juan Galdino Jara na guitarra. Uma característica desse disco é a influência da música mexicana, mas ainda assim essencialmente instrumental.

Roda Gigante (Vol. 5) foi o trabalho seguinte da banda Os Cometas, desta vez com Edécio tocando trompete ao lado de seu irmão Aristides, e contava ainda com Adelmo Schafer no trombone, Antoninho Bergamim (Tonico) na bateria, Mário Kleber no saxofone, Marcos Benites nos teclados, IdalécioTubin na guitarra e vocal, Armando Matté no baixo. Este é o primeiro disco com vocal do grupo.

O próximo trabalho fonográfico do grupo Os Cometas lançado em 1987, foi chamado de Ecos Festivos (Vol. 6). O repertório era focado na música instrumental (bandinha alemã) e contava com basicamente os mesmos componentes do disco anterior, com exceção de Danilo Oliveira (guitarra) e Valdir Kunrath (contrabaixo), substituindo IdalécioTubin e Armando Matté.

Ritmo de Festa, o sétimo disco de Os Cometas, foi lançado pela gravadora Itaipu de São Paulo em 1989. A produção esteve focada na música instrumental da bandinha do folclore alemão, e o grupo teve uma reformulação em seus integrantes, mantendo apenas os irmãos Aristides (trompete) e Edécio (trompete e saxofone) Klein, Adelmo Schafer (trombone) e Valdir P. Kunrath - mas desta vez tocando saxofone. O restante do grupo era formado por Ariovaldo Schefer (Chevette) na bateria, José Moacir Marques (Zé) nos teclados, José Mario da silva na guitarra e Jorge P. Lanfredi no contrabaixo. A formação, bem como a gravadora, foram mantidos para o disco Vem Dançar (Vol. 8), lançado em 1991, e conta com uma composição de Edécio Klein, a faixa 1 do labo B do vinil, chamada Chopp Fest, e a faixa seguinte, Lindos Dias, uma composição de seu irmão Aristides Klein.

O Volume 9 da discografia do Musical Os Cometas -seu primeiro em CD -, é uma coletânea que engloba os volumes 7 e 8, lançado pela gravadora Itaipu. Para comemorar o aniversário de 35 anos do grupo em 1997, regravam diversas músicas da história discográfica do conjunto, que é lançado como 10º disco, Os Cometas 35 anos.

Edécio Klein participou do musical Os Cometas nos discos, Linda Demais (Vol. 11) e Os Cometas 40 anos – Pinto Safado (Vol. 12) em 2002, retirando-se da vida artística com o grupo. No entanto manteve o vínculo como sócio do grupo. Em meados de 2011 voltou a participar efetivamente da banda acompanhando a nos eventos germânicos principalmente de Kerb, Chopp e Oktoberfest. Passou também a participar da gestão da banda nos diversos setores. Tornou-se acionista majoritário após adquirir as cotas de outros sócios.

 Edécio também foi convidado a integrar o projeto Os Cinquentões em agosto de 2013, que reúne os veteranos da música de Três Arroios. Esse grupo lançou um CD chamado Limpa Banco dos Cinquentões em 2016. O grupo já está gravando seu segundo disco.

Edécio Klein contraiu matrimônio com Zenir Salete Klein, que resultou nos dois filhos do casal Cassiano Augusto Klein e Samuel Ricardo Klein, este último também músico, nascido em 30 de março de 1991, em Três Arroios.

Samuel Klein começou a se interessar por música ainda na infância, quando acompanhava os ensaios de seu pai, e com 12 anos de idade começou a estudar trompete, inicialmente na Banda Municipal de Três Arroios, posteriormente em Erechim. Aos 15 anos de idade já excursionava como equipe da Banda Os Cometas, mas em 2008 começou a tocar com o conjunto Tema de Lara, onde permaneceu por um ano e em 2010 assume o posto de trompetista que havia sido de seu pai por muitos anos na Banda Os Cometas onde permanece até os dias de hoje como trompetista vocalista e auxiliar administrativo da banda, junto com seu pai Edécio Klein e José Marques. Dos 21 netos de Adolfo Klein, Samuel é o único que se tornou músico profissional.

 

Leia também

Blog dos Colunistas

Publicidade

Horóscopo

Virgem
23/08 até 22/09
A fase lunar nova ocorre no signo anterior ao seu,...

Ver todos os signos

Publicidade