Blog do Dennis Allan

biblia.jpg

Podemos compreender a Bíblia?

Por Dennis Allan

O objetivo desta coluna é incentivar o estudo e a aplicação dos ensinamentos encontrados nas Escrituras. Mesmo sabendo que as últimas linhas da Bíblia foram escritas mais de 1.900 anos atrás, sua mensagem continua sendo válida e atual. O próprio Jesus afirmou que sua palavra é eterna (Marcos 13:31). O apóstolo Pedro disse que a mensagem do evangelho é permanente (1 Pedro 1:22-25).

Muitos fogem do estudo sério da Bíblia por acharem o livro difícil. Há vários fatores que contribuem para a dificuldade em compreender as Escrituras, entre eles: (1) Diferenças de tempo, pois muitas coisas do mundo antigo foram bem diferentes das nossas experiências nos dias de hoje; (2) Diferenças de cultura, devido ao fato de a Bíblia ter sido escrita na Ásia e Europa por pessoas que viviam nas culturas hebraicas, gregas, romanas etc.; (3) Diferenças de idiomas, pois a Bíblia foi escrita principalmente em hebraico e grego, idiomas desconhecidos pela maioria das pessoas hoje, e que exigem anos de estudo para dominar; (4) Preconceitos causados por séculos de desvios humanos, nos quais líderes religiosos têm introduzido doutrinas, práticas e interpretações que afetam nossa leitura da Bíblia hoje; (5) Dificuldades originais, como o apóstolo Pedro admitiu quando comentou sobre os escritos de outro apóstolo: “nas quais há certas coisas difíceis de entender” (2 Pedro 3:16).

Ninguém pode negar que a leitura da Bíblia apresenta desafios e dificuldades. Seria errado, porém, desistir do estudo, pois é a palavra de Deus revelada para nossa salvação: “Pois não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego; visto que a justiça de Deus se revela no evangelho, de fé em fé, como está escrito:O justo viverá por fé” (Romanos 1:16-17). Deus “deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade” (1 Timóteo 2:4). Deus se revelou para ser acessível aos seres humanos e nos chamou para buscá-lo (Atos 17:27; Hebreus 11:6). Esse desejo de Deus pela nossa salvação é tão grande que ele mandou seu próprio Filho para revelar sua palavra (Hebreus 1:1-2).

Apesar dessas afirmações nas Escrituras, muitos acreditam que a Bíblia esteja além da compreensão das pessoas comuns. Pessoas em posições de autoridade religiosa têm reservado para si o direito de interpretar a Palavra, de maneira que os “leigos” são tratados como incapazes de compreendê-la corretamente. A igreja romana ensina que as pessoas comuns dependem das interpretações oficiais dos seus líderes. “A Enciclopédia Católica diz, no volume 15, ‘quanto a interpretação bíblica propriamente dita, a Igreja é infalível no sentido de que, se o Papa, ou Conselho ou pelo seu ensino atual, por decisão fidedigna, disser que determinada passagem das Escrituras tem certo significado, deve observar-se esse significado como o verdadeiro sentido da passagem em questão.’” (fonte: http://apalavradacruz.com.br, 26/02/2018). Assim, os leigos podem ler e estudar, mas são condenados se chegarem a um entendimento que contradiz a posição oficial da igreja.

Na prática, muitas igrejas protestantes imitam o exemplo católico. É comum atribuir autoridade a pastores ou a órgãos oficiais das suas denominações, deixando as pessoas comuns dependentes das interpretações dessas autoridades. A ênfase em títulos de exaltação e formação teológica reforça a noção da dificuldade de compreender a Bíblia. As muitas ramificações do movimento pentecostal valorizam supostas revelações e iluminações particulares acima da Palavra escrita pelos apóstolos e profetas. Algumas igrejas até ensinam que os fiéis não devem estudar as Escrituras em particular, pois o que vale é o ensinamento dos anciãos na igreja!

Apesar de tantas tentativas de nos manter na submissão ignorante às autoridades definidas por homens, devemos valorizar, ler e estudar as Escrituras com dedicação. O mesmo Deus que nos criou capazes de compreender palavras e comunicar verbalmente se revelou por meio de palavras. Declarar a Bíblia incompreensível é negar o poder de Deus para comunicar com os seres humanos que ele fez!

Em outros artigos, vamos considerar outros aspectos dessa revelação divina e observar ensinamentos práticos das Escrituras que nos ajudam a compreender o que Deus falou.

Blog dos Colunistas

Publicidade

Horóscopo

Aquário
21/01 até 19/02
O dia representa envolvimento com a mente e o...

Ver todos os signos

Publicidade