22°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 4,51 Dólar R$ 4,04
22°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 4,51 Dólar R$ 4,04

Blog do Rodrigo Finardi

DSC08665.JPG

Seis meses para as eleições. Em quem votar? Veja os nomes de Erechim e região

Por Rodrigo Finardi
Foto Rodrigo Finardi/Arquivo

Sete de abril. Faltam exatamente seis meses para as eleições gerais de 7 de outubro. Desde o ano passado até agora os partidos buscaram alternativas de nomes para estar na disputa.

E a exemplo de outras eleições, vários nomes foram lançados, muitos ficaram pelo caminho. Mas com o tempo afunilando para as convenções partidárias, a lista de nomes começa a ter poucas mudanças.

Seis meses passam rápido, e com tudo que está acontecendo no país, o eleitor precisa criar um critério para escolher nossos representantes. É fundamental que a região tenha os seus, para olharmos no olho e cobrarmos: escuta aqui, o que você está fazendo? Ou que precisamos recursos para infraestrutura, para saúde e outras áreas vitais.

Precisamos ter consciência política. Necessitamos ter nossos representantes. Mas para isso temos que votar nos candidatos da região.

Na sequência, relação dos prováveis candidatos que cada partido irá apoiar e nem todas são da região. Hoje é o último dia possível de filiações para poder concorrer nas eleições de 7 de outubro.

PSDB: o partido do prefeito de Erechim, Luiz Francisco Schmidt já especulou vários nomes locais como o presidente da sigla Alan Festugatto, o vereador Renan Soccol, o secretário de Desenvolvimento Econômico. Mas até então, nenhum se colocou oficialmente como pré-candidato. Um grupo do partido irá apoiar o vereador mais votado em Passo Fundo, Mateus Wesp. Para deputado federal a ex-governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius é uma das opções.

MDB: depois de um longo período de discussões internas com três nomes como pré-candidato a deputado federal, o nome escolhido foi do ex-prefeito de Erechim Paulo Alfredo Polis. Para deputado estadual apoiará novamente o deputado estadual Gilberto Capoani de Sertão, que busca a reeleição.

PT: tem dois nomes como pré-candidatos a deputado estadual. O atual deputado estadual Altemir Tortelli, e ainda o vereador Lucas Farina que é de outra corrente dentro do partido e tem o apoio do presidente da sigla em Erechim, Ivar Pavan. Para deputado federal a ala de Tortelli deve apoiar Marco Maia que busca a reeleição a de Lucas Farina, publicamente ainda não se manifestaram quem apoiarão.  

Solidariedade: o suplente de vereador Márcio Pavoni, que está na condição de vereador com a ida de Leandro Basso (PRB) para a secretaria de Agricultura é pré-candidato a deputado estadual.  A sigla fará uma dobradinha na região com o vereador de Porto Alegre, Cláudio Janta, que buscará uma vaga para deputado federal.

Progressistas: recentemente definiu em reunião do partido em Erechim lançar uma dobradinha daqui. Kaká Cofferi como pré-candidato a deputado estadual e Carlos Pomagerski para deputado federal. O filiado de Passo Fundo Rodnei Candeia que concorrerá a federal também tem apoio dentro do diretório municipal. E até ontem, o partido tentou buscar novos filiados, principalmente Jackson Arpini que quase se filiou no partido. Mais uma vez declinou do convite.

PDT: para deputado federal, o PDT tem como nome prioritário, o vereador e líder do governo em Erechim, André Jucoski. Para deputado estadual o partido irá apoiar Gilmar Sossella que buscará a reeleição para a Assembleia Legislativa.

PHS: neste domingo (8) o partido tem um evento em Erechim onde anunciará seus candidatos. Como pré-candidato a deputado estadual Antônio Confortin. E para deputado federal tem dois nomes, O presidente Rogério Pizzatto que é suplente de vereador e o empresário Adacir Carlotto que se filiou esta semana.  

PRB: esta semana o partido apresentou seu novo filiado, o ex-vereador Ernani Mello, que já foi lançado como pré-candidato a deputado estadual. Para deputado federal o partido apoiará o presidente estadual que busca e reeleição à Câmara dos Deputados, Carlos Gomes.

PTB: até então o partido não apresentou candidatos. Especula-se o nome do vereador Claudemir de Araújo, mas nada de forma oficial. Para federal, apoiarão Ronaldo Santini de Lagoa Vermelha que é atual deputado estadual.

PSB: na semana retrasada em reunião do partido na Câmara de Vereadores, o partido abriu apoio para a reeleição de Catarina Paladini na Assembleia Legislativa. Em Erechim tem assessor parlamentar de Liziane Bayer e o deputado federal José Stédile. Mas a sigla não deliberou sobre quem apoiar.

PCdoB: apoiará novamente o deputado estadual Juliano Roso de Passo Fundo que concorre à reeleição. O objetivo é ter um pré-candidato a deputado federal e de preferência mulher. O nome mais cotado é da vereadora Sandra Picoli.

PPS: o ex-prefeito de Áurea, Ito Müller, será o candidato a deputado federal. Fará uma dobradinha com a deputado estadual Any Ortiz que buscará a reeleição.

PSD: esta semana o presidente do partido em Erechim, Luiz de Brito, confirmou que a sigla irá apoiar João Grando (Joca), que é de Aratiba para deputado estadual e o deputado federal Danrlei de Deus que busca a reeleição.

PSC: terá um candidato a deputado estadual no Alto Uruguai. Trata-se de Divaldino Pires de Aratiba. Não terá candidato a deputado federal e já abriram apoio para o pré-candidato Paulo Polis. 

-------------------------------------------------------------

Secretário de Saúde de Erechim pede para sair

No lugar de Dércio Nonemacher assume de forma interina Roberto Fabiani, que acumulará a função junto com a Secretaria da Fazenda

 Dércio Nonemacher não é mais o secretário municipal de Saúde de Erechim. Ele alegou seus motivos para o prefeito Luiz Francisco Schmidt e deixou o cargo ontem (6). No seu lugar assume de forma interina o secretário da Fazenda, Roberto Fabiani, que na próxima segunda-feira a partir das 7h30min começa a dar expediente na secretaria. Ele fará um rodízio entre as duas secretarias. Repassou a coluna que analisará os relatórios, se reunirá com o secretário adjunto Jackson Arpini e dará continuidade ao trabalho que vinha sendo desenvolvido por Nonemacher.

Por telefone, o ex-secretário Dércio afirma que sua saída é por motivos pessoais e profissionais: “o cargo de secretário exige muito, a Saúde é bastante complexa, mas tem um grupo muito bom com vários projetos em andamento e com certeza darão continuidade para o bem da cidade. Me comprometi de estar ao lado do prefeito Schmidt desde o início, mas chegou a hora de escolher. Dei minha contribuição”.

O prefeito Luiz Schmidt confirmou sua saída e enquanto não tem um nome como titular da pasta pediu para Roberto Fabiani, homem de sua extrema confiança assumir a secretaria.  Sobre Dércio, Schmidt afirmou que só tem a agradecer: “sobre seu comando conseguiu diminuir a fila de espera de cirurgias, nunca deixou faltar remédios nas Unidades Básicas de Saúde, retomou as obras da Oncologia da Fundação Hospitalar Santa Terezinha, entre tantas outras ações. Não terei pressa para escolher o nome. Dércio é meu amigo pessoal e continuaremos. Amanhã (hoje) talvez estaremos juntos no jogo do Ypiranga”.   

Há meses se especulava a saída de Dércio, sempre em função das mesmas alegações que culminaram com sua saída. Logo, seu pedido não pegou de surpresa o chefe do Executivo. O secretário adjunto de Saúde, Jackson Arpini, também já deu sinais que gostaria de sair do cargo, mas foi ‘ficando”. Agora tem a responsabilidade de continuar os projetos em andamento, dando o suporte para o secretário interino.  

 

Blog dos Colunistas

Publicidade

Horóscopo

Escorpião
23/10 até 21/11
Você terá sempre o direito inalienável...

Ver todos os signos