Publicidade

Blog de Marlon Santos

Espiritualidade

Marlon Santos

Marlon Arator Santos da Rosa, mais conhecido publicamente como Marlon Santos, é um médium e político brasileiro.

De família humilde, Marlon ficou famoso na cidade aos 22 anos, ao mostrar seus poderes mediúnicos, dizendo-se capaz de curar pessoas.

Atualmente é deputado estadual eleito pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT).

  • Geração espontânea

    Por Marlon Santos
    Foto Divulgação

    Geração espontânea

    Observa-se que no mundo atual o princípio da geração espontânea aplica-se aos seres de organismo extremamente simples, rudimentar, do reino vegetal e animal, como o musgo, o líquen, o zoófito, os vermes intestinais. Muito embora os seres de organização complexa não se reproduzam espontaneamente, não se sabe como começaram, pois ninguém conhece o segredo de todas as transformações, entendendo-se assim a teoria da geração espontânea permanente apenas como hipótese.

    Escala dos seres orgânicos

    No início da escala situam-se os zoófitos (animais-plantas), que têm a aparência exterior da planta, mantém-se preso ao solo, "mas como o animal, a vida nele se acha mais acentuada: tira do meio ambiente a sua alimentação".

    As plantas e os animais têm em comum: nascem, vivem, crescem, nutrem-se, respiram, reproduzem-se e morrem. Necessitam de luz, calor, água, ar puro. Enquanto as plantas se mantém presas ao solo, os animais, um degrau acima, se movimentam, como os pólipos; após o início do desenvolvimento dos órgãos, atividade vital e instintos estão os helmintos, moluscos (lesma, polvo, caracol, ostra), crustáceos(caranguejo, lagosta), insetos (em alguns dos quais se desenvolve o instinto engenhoso, como nas formigas, abelhas, aranhas). Segue-se a ordem dos vertebrados (peixes, répteis, pássaros) e os mamíferos (organização mais complexa).

    Se percorrermos a escala degrau por degrau, sem solução de continuidade, chegaremos da planta aos animais vertebrados, podendo compreender a possibilidade de que os animais de organização complexa sejam o desenvolvimento gradual da espécie imediatamente inferior, até chegar ao primitivo ser elementar. Assim o princípio da geração espontânea aplicar-se-ia somente aos seres de organização elementar, sendo as espécies superiores resultantes das transformações sucessivas daqueles. Após adquirirem a faculdade da reprodução, os cruzamentos originaram novas variedades. À partir daí não mais havia necessidade dos germens primitivos, pelo que desapareceram. Esta teoria, que tende a predominar na Ciência, evidencia a causa de não haver geração espontânea entre animais de organização complexa.

    O homem corpóreo

    Anatomicamente o homem pertence á classe dos mamíferos, ordem dos bímanos, com pequenas modificações de forma exterior, porém com a mesma composição de todos os animais, com órgãos e funções, modos de nutrição, respiração, secreção e reprodução idênticos. Nasce, vive e morre decompondo-se seu corpo como toda a espécie animal, quando os elementos irão compor novos minerais, vegetais e animais.

    Os quadrúmanos (animais com 4 mãos, como o orangotango, chipanzé, jocó) também caminham eretos, usam cajados, constroem choças e se alimentam usando as mãos. Isso leva a observação de que "acompanhando-se passo a passo a série dos seres, dir-se-ia que cada espécie é um aperfeiçoamento, uma transformação da espécie imediatamente inferior".

     

     

  • A sentença divina

    Já no meio do ciclo evolutivo da Terceira Raça, o núcleo mais importante e mais quantitativo de pessoas se situava na chamada Lemúria, foi quando nas esferas espirituais passou a ser considerada a situação da Terra e trabalhada a questão de migração para ela de povos de outros locais mais adiantados do Universo. Tudo isso ocorreu com vistas a proporcionar ao homem deste Planeta o estímulo e a ajuda direta para a sua complicada e árdua luta pela evolução da própria espiritualidade.

  • Pensamentos 9

    Acabo de receber uma mensagem onde dizem que me acham muito ''malandro''. Ainda não sou, pois ainda me acho muito medíocre, mas não seria melhor ser ''malandro'' do que ser burro e mesquinho?

  • A avareza

    A avareza é tida como um dos pecados capitais desde os primórdios. Ocorre de várias maneiras e tem muitas performances. A avareza corrompe e é a auto corrupção dos sentidos e da racionalidade no indivíduo.

  • A fé e sua influência nos processos de curas

    Verificamos três importantes assuntos no campo do passe, que são também deveras preponderantes para que a ação fluídica transmitida ao enfermo possa gerar profundo restabelecimento.

Blog dos Colunistas

Publicidade

Horóscopo

Aquário
21/01 até 19/02
A vontade de curtir momentos descontraídos na...

Ver todos os signos

Publicidade