Publicidade

Rural

Mais alunos formados no curso de inclusão digital

Computador é ferramenta essencial para melhorias das atividades no campo

inclusão1.jpg
Por Assessoria de Imprensa
Foto Divulgação

O Sindicato Unificado dos Trabalhadores na Agricultura Familiar do Alto Uruguai (Sutraf-AU), e a Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs–Unidade de Erechim), promoveram no dia 8 a formatura do curso de extensão em informática básica, “Inclusão Digital na Agricultura Familiar”. 

A formação capacitou 13 agricultores familiares para utilização das tecnologias de informação, orientadas para a comunicação e desenvolvimento das atividades no meio rural. Dessa forma, entre as informações abordadas estavam a redação de textos em word, produção de planilhas de controle de custos no excel, navegação de internet utilizando ferramentas de busca, entre outros temas.

De acordo com o coordenador do Sutraf-Erechim, Adilson Szady, a capacitação é importante por possibilitar que os agricultores busquem informações e efetivem melhorias em suas atividades no campo. “O computador é uma ferramenta essencial nos dias de hoje e por isso deve fazer parte das propriedades rurais, não somente para ajudar na administração, como trazendo mais conhecimento para inovação no campo e contribuindo para um melhor convívio social ampliando sua visão de mundo dos agricultores”, disse. 

Ao longo do curso os alunos aprenderam acessar a previsão do tempo, cotação de preços agropecuários, receitas e notícias de todo o mundo. Segundo a coordenadora do projeto, professora Zenicleia Angelita, os participantes também tiveram contato com as redes sociais, criando de contas de e-mail para melhor comunicação. “O curso foi muito importante para a Unidade e para a região, pois proporcionou que a Uergs atendesse uma demanda local, demonstrando a preocupação da instituição com o desenvolvimento do meio rural. Essa é a segunda turma formada pela Uergs em Erechim, sendo essa ação de capacitação de agricultores familiares em informática básica é pioneira no Alto Uruguai”, destacou. 

Ainda conforme a coordenadora do projeto, diante da demanda existente na região para a capacitação dos agricultores familiares em informática básica, a perspectiva é que o curso seja ofertado novamente em 2018, em conjunto com o Sutraf- AU. 

Participaram da cerimônia os docentes que ministraram as aulas no projeto, sendo Silvia Santin Bordin, Saionara Salomoni, Roberto Fontanelli, e Zenicleia Angelita Deggerone; as bolsistas que atuam no projeto Eliziane Franceschi e Alessandra Zavodnik; além do coordenador do Sutraf-Erechim, Adilson Szady; o coordenador da Cresol, Carlos Cupercini; representante da Creral, Sérgio Miotto; assim como familiares e a comunidade. 

 

 

 

Publicidade

Blog dos Colunistas