0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Erechim 101 anos

Hospital de Caridade: há 85 anos investindo no maior bem: o cuidado de vidas

O Hospital de Caridade é reconhecido pela excelência no atendimento em 33 especialidades médicas e pelos investimentos constantes em infraestrutura, tecnologia e qualificação profissional

Claudiomiro Carus
Por Assessoria de Imprensa
Foto Divulgação

O Hospital de Caridade (HC) de Erechim, fundado em 10 de maio de 1934, nasceu do desejo de um grupo de lideranças que queria entregar à comunidade um estabelecimento hospitalar que correspondesse às necessidades da população.

Em entrevista ao Bom Dia, o superintendente geral do HC, Claudiomiro Carus, destaca que, desde o início o projeto foi encampado pela sociedade que, “graças a campanhas beneficentes, jantares, selo da caridade, livro ouro e doações, transformou o sonho em realidade. É justamente a marca da solidariedade que ampara a gestão e orienta as ações da atual direção do HC”, salienta.

Olhar social

O Hospital de Caridade – reconhecido pela excelência no atendimento em 33 especialidades médicas e pelos investimentos constantes em infraestrutura, tecnologia e qualificação profissional – destaca-se pela forma como cuida das pessoas.

“Pacientes, aliás, de todas as classes sociais. Exemplo é a atuação filantrópica reconhecida pelo Ministério da Saúde e prevista em Lei (face à condição de Entidade Beneficente de Assistência Social). Entre 2015 e 2018, o HC realizou R$ 31,3 milhões em atendimentos filantrópicos. Só em 2018, foram R$ 9,2 milhões (mais de 24% da receita total)”, reforça Claudiomiro, citando, ainda, que via filantropia, o HC presta serviços gratuitos à comunidade carente com atendimentos de internação e ambulatoriais por meio de Termo de Pactuação com a prefeitura de Erechim e outras prefeituras da região. A atuação é por meio de ações e atividades complementares ao SUS, sem onerar os cofres públicos. Este segmento envolve, também, parcerias com o Hospital Santa Terezinha e a indicação de pacientes vulneráveis feitas por profissionais médicos do corpo clínico, além de palestras, treinamentos e orientações em escolas, associações e entidades beneficentes do Alto Uruguai (Lar da Criança, Apae, Adau, Cecris e outras), marcando forte presença social por sua atuação educadora e comunitária.

Outra grande parcela do público atendido pelo HC vem de convênios como IPE (funcionários estaduais - professores, brigadianos e outros), Unimed (a maioria trabalhadores das indústrias, via planos empresariais), Coopusaúde e dezenas de outros. Do total de atendimentos realizados pelo HC, 20% são originários, ainda, de pacientes particulares (sem convênios). Esses números, por si só, confirmam o DNA da solidariedade – marca que acompanha o HC desde 1934.

 

HC em números 2018:

Taxa de ocupação diária: 77% (de um total de 102 leitos);

Período médio de permanência: 3,33 dias

Total de nascimentos: 891

Cirurgias: 4.540

Atendimentos no Pronto Socorro: 39.361 (107,9 por dia)

Exames laboratoriais: 258.797

Exames de imagem: 72.819

Total de colaboradores: 448 (45% no setor de enfermagem; 26% apoio; 19% administrativo; e 10% diagnóstico)

Total de médicos: 227

 

Estrutura física e serviços:

o          Área do terreno: 20.567,25 m²;

o          Área construída: 11.234,23 m²;

o          Nova UTI Adulto (inaugura dia 10 de maio/19);

o          Nova UTI Neonatal (inaugura no 2º semestre de 2019);

o          Pronto Socorro (Ambulatório, Urgência e Emergência) funcionamento 24h;

o          Centro Cirúrgico com cinco salas de cirurgia e sala de recuperação com seis leitos;

o          Centro de Diagnóstico por Imagem (Raio X, Tomografia, Mamografia, Ultrassonografia e Densitometria Óssea);

o          Laboratório de Análises Clínicas.

 

Projetos e Investimentos:

Conforme o superintendente geral, além da inauguração da nova UTI (Adulto), no próximo dia 10 de maio, o Hospital está reforçando sua atuação em relação à:  segurança do paciente (com a criação de um departamento próprio, já instituído) e capacitação constante de profissionais, além de novos protocolos; novos equipamentos; melhorias em serviços, a partir da ampliação do atendimento médico no Pronto Socorro e da criação do Ambulatório Médico de Especialidades (AME), já em funcionamento. Também está em curso a reforma de quartos e nova sinalização interna.

No curto e médio prazo (em fase de captação de recursos e elaboração de projetos orçamentários) está:

- Ampliação do Centro de Diagnóstico por Imagem - CDI;

- Construção de um novo restaurante – o que permitirá ampliar o bloco cirúrgico;

- Aquisição de um novo gerador de energia elétrica;

- Ampliação do número de leitos para internação de pacientes que demandam cuidados especiais;

- Acreditação Hospitalar.

 

Desafios e o futuro da saúde de Erechim:

Na opinião de Claudiomiro, a integração e o planejamento ordenado de ações entre os diversos entes que prestam o atendimento de saúde em âmbito local, sejam eles públicos ou particulares, é fundamental. “Para que haja maior eficiência nos recursos investidos, excelência no atendimento e retorno à população. O HC é parceiro para a construção destas alternativas”, ressalta.

 

Você sabia?

# Por ser um hospital filantrópico e sem fins lucrativos, no HC os membros do Conselho de Administração, Fiscal, Diretoria Executiva, associados efetivos, institucionais e contribuintes, benfeitores ou equivalentes não recebem remuneração, vantagens ou benefícios em razão de qualquer função ou atividade exercida que lhes sejam atribuídas pelos respectivos atos constitutivos.

# O HC aplica suas rendas, recursos e eventual resultado operacional integralmente no território nacional e na manutenção e desenvolvimento de seus objetivos institucionais, assim como não distribui resultados, dividendos, bonificações, participações ou parcelas de seu patrimônio, sob nenhuma forma ou pretexto, direta ou indiretamente. As subvenções e doações recebidas são aplicadas nas finalidades a que estejam vinculadas.

 

Publicidade

Blog dos Colunistas