13°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 4,21 Dólar R$ 3,78
0°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 4,21 Dólar R$ 3,78

Publicidade

Erechim 101 anos

URI: “Instituição foi fundamental para o desenvolvimento de Erechim”

Diretor geral do campus Erechim da URI, Paulo Giollo
Por Amanda Mendes
Foto Amanda Mendes

Começou como uma extensão da Universidade de Passo Fundo (UPF), se desenvolveu, criou autonomia e se tornou uma das mais tradicionais instituições de Erechim. É imensurável a importância da Universidade Regional Integrada (URI) para o município e a região Alto Uruguai. A avaliação é do diretor geral do campus, Paulo Giollo, que acredita, ainda, que a instituição pode ser a mola propulsora para o desenvolvimento de Erechim, “o município não seria o que atualmente é, sem a URI”.

A instituição, que tem aproximadamente 50 anos acompanha e impulsiona o crescimento de Erechim. “A URI está aqui desde a época que “não tinha ninguém” e nossa missão é propiciar aos jovens da região uma formação de qualidade, que eles possam ascender social e economicamente e, consequentemente, crescer toda a nossa região”, argumentou Giollo.

Com 27 cursos de graduação, a URI contempla as principais áreas do conhecimento e agora com a Medicina, prossegue atendendo a demanda de Erechim. “Estamos focados em consolidar nosso curso de Medicina, que requerer muitos investimentos que vão contribuir para o crescimento da cidade” pontuou o diretor geral.

Contudo, Giollo avalia que o momento pede união de esforços para divulgar e potencializar o município como um polo de ensino superior. “Na graduação de Medicina recebemos diversos estudantes de outras regiões e Estados e percebemos que muitas vezes as pessoas não conhecem Erechim e a cidade age como se todos conhecessem. Então acredito que deveríamos investir na divulgação daquilo que temos de melhor para assim consolidar a nossa região como um polo de educação, para que possamos atrair cada vez mais alunos de outras regiões. Essas pessoas irão contribuir muito para o nosso crescimento”, enfatizou.

Para o diretor, a meta do município deveria ser a superação da marca de 100 mil habitantes e chegar aos 150 mil. “Esses estudantes também movimentam o comércio, o setor imobiliário, a arrecadação e pode vir a fixar moradia na cidade e, ainda, ser acompanhado pela família e isso poderá atrair o interesse de empresas e gerar empregos”, complementou.

A tarefa deve ser encarada por diversos atores da sociedade, incluindo o poder público, mas também o privado e as instituições. “Deve ser uma iniciativa conjunta, é preciso juntarmos forças para mostrar a cidade, o lazer, a saúde, a educação, entre outros setores que Erechim se destaca”, argumentou.

Para o futuro

Os planos da universidade buscam a ampliação no número de vagas no curso de Medicina, além de incrementar o sistema de Educação a Distância (EaD) e cursos híbridos (com aulas presenciais e a distância), bem como, alternar os sistemas de ensino nos cursos presenciais. “A tendência do futuro da educação em Erechim é o crescimento, mas precisar alavancar o crescimento da região. É uma roda virtuosa, o crescimento do estudante reflete na cidade e na região”, pontuou Giollo.

Escola de Educação Básica

A Escola de Educação Básica da URI veio um pouco depois e em 2019 completará 40 anos, contudo, também se destaca e é tradicional no ensino de Erechim. “Formamos desde o nível 1 (quando as crianças têm três anos de idade) até o ensino médio. São cerca de mil alunos e a escola vem crescendo bastante nos últimos anos, refletindo no desempenho dos estudantes em avaliações estaduais, tais como o ranking do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que aparece entre as 20 melhores instituições do Rio Grande do Sul”, concluiu.

Publicidade

Publicidade

Blog dos Colunistas