0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Política

Grandes empresas devem meio trilhão de reais para a Previdência

Deputado federal Marcon com o vereador Lucas Farina
Por Rodrigo Finardi
Foto Rodrigo Finardi

O deputado federal Dionilso Marcon (PT), acompanhado do vereador Lucas Farina esteve na manhã de ontem (24) na redação do Jornal Bom Dia. Falou sobre a questão das barragens (teve audiência pública em Erechim na parte da tarde de ontem), a reforma da previdência e os cortes na educação pelo governo federal.

Prevenir problemas nas barragens

Sobre a questão das barragens, ainda sob o efeito da tragédia de Brumadinho, Marcon frisou que é momento de fiscalizar, pois se tiver falhas é necessário se prevenir para que não ocorram outros acidentes: “O MAB já vem há muito tempo alertando para esses problemas”.

Risco de não fechar ano letivo

Com relação aos cortes na educação, afirma que irá afetar diretamente aos filhos dos trabalhadores que hoje estudam nas universidades públicas. Alerta que universidades novas, como a UFFS de Erechim é quem mais precisa de recursos e sem eles correm o risco de não fecharem o ano letivo.  

Apenas 30% vão se aposentar no Brasil

Um dos temas que permeia qualquer roda de conversa é a Reforma da Previdência. Para Marcon: “sou totalmente contra. Tem que atacar em outras frentes. O governo deveria cobrar quase meio trilhão de reais que as grandes empresas devem para a Previdência. Como estão propondo é o fim da aposentadoria para os trabalhadores. Apenas 30% das pessoas do Brasil irão conseguir se aposentar. A previdência tem que continuar pública e social, pois é um investimento E não deixar na mão de bancos privados”, finaliza.     

Dos 31 deputados federais eleito, Marcon foi o mais votado nos 32 municípios do Alto Uruguai com 4.999 votos.

Publicidade

Publicidade

Blog dos Colunistas