13°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 4,20 Dólar R$ 3,72
0°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 4,20 Dólar R$ 3,72

Publicidade

Ensino

UFFS e CAPA promovem oficina sobre plantas alimentícias no colégio Mantovani

Atividade pensada pelo curso de Geografia da Universidade foi pensada em alusão ao Dia Internacional do Meio Ambiente

Oficina
Por Assessoria de Imprensa
Foto Divulgação

O grupo de Geografia do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid) da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) - Campus Erechim promoveu, em parceria com o Centro de Apoio e Promoção da Agroecologia (CAPA), uma oficina sobre plantas alimentícias não convencionais (PANC) no Colégio Estadual Professor Mantovani. A atividade ocorreu no dia 6 de junho e foi articulada como uma ação alusiva ao Dia Internacional do Meio Ambiente (5 de junho) e à Semana do Alimento Orgânico no Rio Grande do Sul. A oficina foi ministrada pelo professor Márcio Freitas Eduardo, da UFFS, e pela técnica Juliana Paula Vendrame, do CAPA.

Conforme explica Márcio, as PANC são plantas com potencial alimentício ignoradas ou pouco utilizadas em nosso cotidiano. “Geralmente são plantas facilmente encontradas nos espaços urbanos, com alto valor nutricional e resistentes às nossas condições de solo e clima. Por conta disso, dispensam o uso de agroquímicos. Das PANC podemos utilizar batatas, caules, folhas, flores, frutos e brotos, diversificando e equilibrando nutricionalmente nossa dieta e indo ao encontro dos preceitos da segurança alimentar”, conta o docente.

A equipe pensou em abordar o assunto tendo em vista que a Geografia também está associada à temática da educação ambiental. “Abordamos os problemas de insustentabilidade socioambiental atrelados à indústria agroalimentar globalizada”, diz Márcio. “Conhecer as PANC é valorizar um conhecimento espacial e geográfico popular, ainda presente em nosso contexto regional, caracterizado pela presença da agricultura familiar, mas que está sendo progressivamente erodido.” Para o professor, a atividade realizada possibilita a compreensão da escola como um espaço de partilha de conhecimentos e de construção da cidadania. “Os alimentos e seus preparos podem ser utilizados como recursos para o ensino de Geografia”, salienta.

O CAPA e a UFFS integram, em conjunto com outras organizações e entidades, o Núcleo de Agroecologia do Alto Uruguai (NAAU) gaúcho. “Trata-se de um espaço de articulação e de fomento da agroecologia na nossa região. Um dos desafios do Pibid é articular a universidade com outros atores da comunidade regional, dentre eles as escolas e as ONGs, aproximando pessoas, organizações e conhecimentos para ações que venham ao encontro do projeto institucional da nossa Universidade”, diz Márcio.

Ainda na atividade, agricultoras da Rede Ecovida de Agroecologia do Núcleo Alto Uruguai e uma egressa do curso de Agronomia proporcionaram aos presentes um coquetel produzido com PANC.

Publicidade

Publicidade

Blog dos Colunistas