14°C
Erechim,RS
Previsão completa
0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Região

Leilão da Cotrigo sem propostas de compra

Outra tentativa de venda, acontece no próximo dia 11, para quitar débitos trabalhistas

teste
No dia 11, os valores iniciais caem pela metade
Por Rodrigo Finardi
Foto MPT/Divulgação

A Cotrigo de Estação está tendo seus bens leiloados pela Justiça do Trabalho, para pagar ex-funcionários que não tiveram seus diretos preservados quando foram desligados da cooperativa. O reclamante da referida ação trabalhista é o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação de Getúlio Vargas.

O primeiro leilão aconteceu hoje, 4 de dezembro, às 15 horas, nas modalidades online e presencial. E ninguém arrematou os dois lotes colocados à venda. Desta forma o segundo leilão está marcado para o dia 11 de dezembro, no mesmo horário. O responsável por conduzir esse processo é o Oro Leilões.

São dois lotes. No primeiro, o complexo frigorífico de suínos da Cotrigo de Estação. Imóveis com cinco matrículas, que juntos somam uma área de 658.738,17 metros quadrados, com todas as benfeitorias, máquinas e equipamentos que compõe a unidade industrial (conforme laudo da Justiça do Trabalho). A avaliação é de quase R$ 29,5 milhões.

No segundo, lotes rurais na Linha Floresta às margens da ERS 135, em Estação, com quase 253 mil metros quadrados (reflorestamento com eucalipto e pinheiro americano). A avaliação do imóvel é de R$ 1,5 milhão.

No próximo leilão no dia 11, os valores caem pela metade, da avaliação inicial, em torno de R$ 15 milhões iniciais

Em meados de abril desse ano, em outro leilão, a Olfar arrematou seis unidades de recebimento da Cotrigo.  Um dos principais objetivos da negociação foi a continuidade da relação comercial já construída com os produtores de municípios da região. As unidades adquiridas já contavam com o trabalho da Olfar de recebimento de grãos, comercialização de insumos e assistência técnica.

 

 

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas