14°C
Erechim,RS
Previsão completa
0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Ensino

Professores da UFFS lançam livro sobre juventude rural e sucessão na agricultura familiar

Obra que será lançada nesta quinta-feira (10) é resultado de projeto de pesquisa e extensão

teste
Divulgação
Por Assessoria de comunicação
Foto Divulgação

Nesta quinta-feira (10) acontece o lançamento do livro “Juventude Rural e Sucessão na Agricultura Familiar”, organizado pelos professores Valdecir José Zonin e Darlan Christiano Kroth, da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS). O evento será às 19h no YouTube (https://bit.ly/3gBbnfl) e terá a participação do professor Sérgio Schneider, da UFRGS.

O livro (que pode ser baixado em https://bit.ly/3ctm7el) é resultado do projeto de extensão e pesquisa “Fortalecimento da juventude rural no Oeste de SC”, realizado entre 2015 e 2017, na UFFS – Campus Chapecó, com suporte do CNPq. Os dados do projeto foram organizados e sistematizados entre 2017 e 2019. A obra apresenta esses dados e, também, estudos de outras instituições de ensino, como Uergs, UFSM, UFSC e Unioeste.

A maioria dos estudos é oriunda de pesquisas de pós-graduação, envolvendo temáticas ligadas ao desenvolvimento rural sustentável e a juventude rural, como: cooperativas da agricultura familiar, crédito rural, agroecologia, participação e organização sindical, análise de políticas públicas, assistência técnica e extensão rural, desenvolvimento rural, sucessão familiar de jovens agricultores e diálogos com jovens agricultores, na perspectiva de pensar políticas públicas para seu desenvolvimento.

Na época da realização do projeto, 50 bolsas foram distribuídas a filhos de agricultores familiares. Os jovens participaram de vários momentos de capacitações, além de irem para cinco rodadas de negociação com representantes de prefeituras. A ideia foi entender melhor como funcionam as negociações para a comercialização de produtos da agricultura familiar.

Segundo o professor Zonin, nos últimos 20 anos o Brasil tem perdido, em média, 25% da população rural. O projeto, assim, serviu para capacitar os jovens a desenvolver habilidades para que eles conseguissem encaminhar para diferentes mercados o que é produzido na agricultura familiar.

Para o docente da UFFS, “o acesso aos mercados fica, em geral, na mão de poucos”.

- Os agricultores sabem produzir, mas quisemos chamar a atenção desses jovens para que eles podem não só produzir, mas também negociar seus produtos – ressalta.

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas