20°C
Erechim,RS
Previsão completa
0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Ensino

O Carnaval dos Estados Unidos é igual ao do Brasil?

Docente explica como é a celebração dos norte-americanos

teste
Em cada lugar, a festa assume formas distintas
Por Assessoria de Imprensa
Foto Divulgação

Embora o Carnaval do Brasil seja reconhecido por muitas pessoas como o maior e mais animado do mundo, a celebração vai além do país e se espalha por diferentes partes do planeta, como nos Estados Unidos. Em cada lugar, a festa assume formas distintas, de acordo com as tradições, ritmos e peculiaridades culturais da cidade.

Conforme o docente dos cursos de idiomas do Senac Erechim, Tulio de Almeida Bertagnolli, “nos Estados Unidos o Carnaval é mais conhecido como Mardi Gras, uma festa particularmente celebrada na cidade de Nova Orleans, no estado da Louisiana”. Ele conta que a tradição do Mardi Gras tem influências francesas e espanholas, refletindo a história diversificada da região. “A expressão Mardi Gras, que significa “terça-feira gorda” em francês, culmina na terça-feira antes da Quarta-Feira de Cinzas”, explica.

Tulio descreve que as festividades em Nova Orleans incluem música animada, dança e a tradição de se vestir com cores vibrantes, semelhantes às que são usadas no carnaval brasileiro. Ele aponta que uma das características mais notáveis da festa é o lançamento de colares de contas e outros objetos a partir dos carros alegóricos durante os desfiles. “Tradicionalmente, as pessoas levantam as mãos durante os desfiles, gritando ‘throw me something, mister!’ (me jogue algo, senhor) para receber esses enfeites coloridos. Os colares de contas, ou beads, têm diferentes cores e significados, sendo os dourados os mais cobiçados, pois simbolizam poder”, revela.

Além disso, o educador menciona que outro costume associado ao Mardi Gras é o King Cake, um bolo decorado com as cores do Carnaval e que possui, escondido dentro, uma pequena figura ou uma amêndoa. “A pessoa que encontra o objeto é considerada a rainha ou o rei do dia e muitas vezes é encarregada de trazer o King Cake no próximo ano”, detalha. O docente comenta ainda que outras partes dos Estados Unidos também possuem suas versões do Carnaval e que “esses eventos podem variar em escala e estilo, mas todos compartilham a ideia de celebrar a vida antes do período de reflexão da Quaresma”.

De acordo com o professor, “assim como as músicas de carnaval brasileiras são parte da nossa cultura e uma boa parcela do país conhece, canta e se diverte com elas, as melodias de carnaval nos Estados Unidos são similares, tendo a diferença de que elas não são comumente específicas de carnaval, mas sim músicas animadas para dançar”. Ele ressalta que utilizar as letras de músicas como exercício para o aprendizado de inglês é uma boa maneira de entender gírias e formas líricas e literárias.

Em relação ao contato com outro idioma através de eventos culturais, Tulio argumenta que estudar outra língua vai além da gramática, vocabulário e saber falar e ouvir. “É conhecer novas formas de vida, novas culturas, novos horizontes, experimentar coisas novas e aprender sobre a vida de outras pessoas e seus modos de comportamento. Pensando dessa forma, fica muito mais fácil estudar inglês ou qualquer outro idioma, conhecendo suas particularidades fora de sala de aula e do vocabulário, como modo de vida”, enfatiza.

E para aqueles que desejam aprender um novo idioma de forma divertida e imersiva, o Senac Erechim oferece cursos de Inglês, Francês e Italiano. Para conhecer as opções, os interessados devem acessar o site ou comparecerem presencialmente na escola, que fica localizada na Praça da Bandeira, 26, no bairro Centro. Mais informações pelo telefone (54) 3522-2999 ou pelo WhatsApp (54) 98447-7815.

Leia também

Publicidade

Publicidade

Blog dos Colunistas