0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Saúde

A avaliação detalhada da anatomia do coração do bebê

Medicina Fetal: cuidados essenciais no segundo trimestre da gestação

Por Izabel Seehaber jornalismo@jornalbomdia.com.br
Foto Divulgação

No último fim de semana apresentamos orientações em relação a uma especialidade médica não muito conhecida, porém, de fundamental importância: a Medicina Fetal. Uma área de estudos que evoluiu muito nos últimos anos e se dedica a cuidar do bebê antes mesmo do nascimento. Para isso são feitos exames e se necessário, tratamentos, antes dele “vir ao mundo”.

Para compreender melhor o assunto, a reportagem do Bom Dia conversou com o médico Juliano Arenzon, primeiro especialista em Medicina Fetal da região Alto Uruguai.

Na segunda reportagem especial sobre os cuidados na gestação, o alerta é para o segundo trimestre da gestação.

Esta fase compreende a 14ª e a 26ª semana e precisa contemplar o exame mais importante da metade da gestação: o morfológico de segundo trimestre.

“Entre 22ª e 24ª semanas de gestação, temos outro momento muito especial, aonde somos capazes de avaliar detalhadamente a anatomia do feto, descartando a grande maioria das malformações importantes que possam colocar em risco a vida do bebe.  Além disso, verificamos o ritmo de crescimento fetal, a quantidade de líquido amniótico, a posição do feto e a posição da placenta, entre outras informações relevantes”, explica o especialista.  

Além do ultrassom morfológico de segundo trimestre, nessa mesma época da gestação é possível realizar outras avaliações:

Medida do colo uterino por via transvaginal: avalia o risco de parto prematuro antes da 34 semana de gestação; normalmente essa avaliação é realizada em gestantes que já tiveram um parto prematuro em gestação anterior ou quando o obstetra tem alguma suspeita no exame de toque.

Doppler das artérias uterinas: avalia o risco de crescimento fetal abaixo do esperado e de desenvolvimento de pré-eclâmpsia nas próximas semanas de gestação;  normalmente essa avaliação é realizada em gestantes com histórico de risco para essas situações ou quando o morfológico de primeiro trimestre sugere risco de desenvolvimento de Pré-eclâmpsia Precoce.

Ecocardiografia fetal: exame detalhado da anatomia cardíaca do feto realizada habitualmente entre 24 e 28 semanas.  É realizada por médico com formação específica para esse fim.  

Na próxima semana você vai saber mais sobre os exames e cuidados fundamentais no terceiro trimestre da gravidez. Até lá!

Curiosidade

* Normalmente, nessa época da gestação, muitas vezes já é possível imagens da face fetal em 3D bastante nítidas.

Leia também