Blog do A Voz da Diocese

Bispo.jpg

Iniciação cristã na família e na comunidade

Por A Voz da Diocese

Estimados diocesanos. Como Igreja Diocesana, inserida num projeto eclesial de comunhão na Igreja no Brasil, neste ano de 2018, daremos início ao projeto de Iniciação à Vida Cristã em todas as paróquias da nossa diocese. No ano de 2017, várias paróquias iniciaram a catequese dentro desta nova proposta, que não envolve somente as/os catequistas e catequizandos, mas também os pais e a comunidade de fé.

A iniciação à vida cristã não quer ter presente só os que se preparam para receberem os sacramentos da confissão, da eucaristia e a crisma (confirmação), mas também os que receberão o sacramento do batismo e seus familiares. É um caminho que queremos percorrer como comunidade de fé, para formarmos discípulos/as, missionários/as do senhor Jesus. O discípulo não se contenta em encontrar o mestre; ele quer seguir, conhecer e aprender com o mestre. Depois que conheceu o mestre, ele faz questão de manter comunhão com ele, e, cheio do espírito santo, não tem medo de anunciá-lo ao mundo, através do testemunho de vida e por palavras.

Este processo catequético requer uma abertura de fé, no modo de exercer a catequese por parte de todos os batizados, membros da Igreja. É fundamental passarmos do modo de transmitir a fé cristã por “convenção” (batismo social), à “convicção”. Precisamos ter consciência de que o batismo é o novo nascimento, é a porta e o fundamento de todo edifício da vida cristã. É o sacramento da vida, o sinal a partir do qual renasce toda a vida humana, em cristo salvador. O batismo gera vida nova pela qual nos tornamos filhos e filhas de Deus, e nos insere na comunidade cristã, na qual podemos fazer uma experiência de pertença em uma nova fraternidade.

Por isso, é importante que a comunidade de fé tenha presente a sua responsabilidade, que vai da acolhida à formação dos novos cristãos. A família não se alegra com o nascimento de uma criança para depois esquecê-la, mas a envolve de amor e carinho para que possa sentir-se cada vez mais parte daquela família. Na família comunidade de fé, cada criança ou adulto que é batizado precisa ser acompanhado para que possa conhecer Jesus, o divino mestre, “o caminho, a verdade e a vida que nos conduz ao pai”.

Tende todos um bom domingo.

Dom José Gislon

Bispo diocesano de Erechim.

Leia também

  • Do silêncio do deserto, a voz da esperança

    A vida merece ser celebrada nos fatos da história que fazem parte da nossa realidade, mas também nos pequenos acontecimentos do cotidiano da vida, que não são publicados nos meios de comunicação, porém marcam profundamente a nossa existência familiar e pessoal.

  • A caridade, rainha das virtudes sociais

    Estimados diocesanos! A vida oferece a cada um de nós inúmeras oportunidades para fazermos o bem, através de pequenos gestos de caridade, que expressam amor e gratidão

Blog dos Colunistas

Publicidade

Horóscopo

Gêmeos
21/05 até 20/06
A fase lunar nova estimula aprendizados e contatos com o...

Ver todos os signos

Publicidade