Blog do Rodrigo Finardi

Foto 1 .jpg

“A classe empresarial não suporta mais arcar com tantos impostos”

Por Rodrigo Finardi
Foto Rodrigo Finardi

Na semana passada escrevi sobre o posicionamento dos prefeitos da AMAU, sobre a manutenção do ICMS em 18%, já que a lei que determina finda em 31 de dezembro. No dia seguinte, empresários questionaram tal decisão e um deles questionou: “onde estão nossas entidades? ”

O presidente do Sindilojas Alto Uruguai Gaúcho e diretor da Fecomércio RS, José Gelso Miola enviou uma nota para a coluna, falando sobre o posicionamento da entidade: “ somos totalmente contrários à prorrogação de tal imposto. Recebemos em Porto Alegre em reunião de diretoria da Fecomércio durante a campanha, todos os candidatos ao governo de nosso Estado, além de muitos candidatos aos demais cargos e lá foi colocado a posição da Federação e por consequência de todos os Sindicatos a ela filiados de contrariedade à prorrogação”.

Após a eleição, a Fecomércio recebeu o governador eleito Eduardo Leite que pediu apoio para aprovação da manutenção do imposto a partir de 2019: “novamente nos posicionamos enfaticamente contrários, pois a classe empresarial não suporta mais arcar com tanto imposto e pagar pelo descontrole financeiro de nosso Estado. Sugerimos cortar despesas, enxugar custos, diminuir o tamanho do Estado, e fazer como as pessoas e as empresas fizeram, ou seja, se adequaram a esta nova realidade econômica revendo seus custos, modernizando seus processos para fazer mais com menos”, finaliza o presidente Miola.

 

Mesmo não se reelegendo destina R$ 500 mil para o Santa

Durante o 1º Fórum Bom Dia de Desenvolvimento, com o tema “o papel dos municípios no desenvolvimento da região”, questionei os presentes sobre uma declaração do prefeito de Paulo Bento, Pedro Lorenzi, que o Alto Uruguai saiu fragilizado das eleições com baixa representatividade.

O prefeito de Erechim, Luiz Francisco Schmidt respondeu que o melhor deputado federal que a região teve nos últimos tempos se chama Marco Maia (PT), com liberação de recursos para praticamente todos os municípios, mesmo sendo de Canoas. E adiantou que Marco Maia, mesmo não se reelegendo e baixando consideravelmente sua votação no Alto Uruguai, irá repassar R$ 500 mil para a Fundação Hospitalar Santa Terezinha das emendas impositivas que tem direito.

 

Inclusão digital no meio rural

O secretário de Agricultura de Erechim, Leandro Basso, estará na semana que vem em Campo Bom onde o município receberá uma premiação por inclusão de digital no meio rural. São para 68 famílias beneficiadas. Os custos foram bancados pelo município em torno de R$ 300 por família.

De acordo com o secretário esse projeto visa a permanência do jovem no campo e lembra que a partir de 2019 toda a produção deverá ser lançada em nota fiscal eletrônica: “o acesso à internet é uma ferramenta de trabalho indispensável nesse momento”.

A premiação será durante o 2º Congresso Gaúcho de Cidades Digitais nos dias 22 e 23 de novembro.

 

Havan, as conversas e a intenção  

Após a vitória de Jair Bolsonaro (PSL) para assumir a presidência do Brasil a partir de 1º de janeiro de 2019, o proprietário da Havan anunciou um plano de expansão da marca. E é inevitável não falar no assunto, já que Erechim esteve e está no radar da Havan.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Altemir Barp, reforça que continua mantendo contato com os executivos da empresa. A última conversa foi essa semana e um destes executivos lhe repassou que está esperando a hora oportuna para vir a Erechim para quem sabe fechar o negócio e se instalar por aqui. Mas não tem data definida para isso.

Já o prefeito Schmidt afirma que não foi assinado nada ainda com a empresa, mas a intenção permanece.

 

Abertura de Natal no dia 8 de dezembro

A abertura do Natal em Erechim será no dia 8 de dezembro, num sábado. Será usado o seguinte título: “Natal Erechim 2018. 100 anos de encanto”. Para tanto foi celebrado um termo de cooperação com o SESC para realizar as atividades e coordenar todo o evento. Para tanto serão disponibilizados R$ 215 mil, sendo R$ 100 mil que será pago até dia 12 de dezembro e mais R$ 115 mil a ser pago até 10 de janeiro de 2019.

Dentre as ações propostas está a abertura da programação do Natal no dia 08 de dezembro, iniciando com um Coral de Erechim cantando nas janelas da prefeitura e na sequência um espetáculo natalino que envolve teatro, dança e artes circenses.

Ao todo serão 40 atrações que ficarão a cargo do SESC, tendo como base das apresentações na Praça da Bandeira.

 

“Erechim não pode ser uma cidade de passagem”

O empresário Claudionor Mores, durante o I Fórum Bom Dia de Desenvolvimento que acontece diariamente na Frinape trouxe um assunto à tona que remete a uma profunda reflexão: “Erechim não pode ser uma cidade de passagem”. Disso isso se referindo ao fato de muitos estudarem aqui, conquistam seus diplomas e acabam indo embora. Tanto para ele, como o presidente da Unindústria Walmir Badalotti uma união entre as entidades é fundamental para conseguir segurar esses talentos.

 

Blog dos Colunistas

Publicidade

Horóscopo

Touro
21/04 até 20/05
Pense duas vezes antes de gastar com diversão....

Ver todos os signos

Publicidade