Euro R$ 3,82 Dólar R$ 3,22

Publicidade

Rural

Trigo apresenta perdas de 30%

Por Rosa Liberman - rosa@jornalbomdia.com.br
Foto Antonio Grzybowski

A variação climática registrada desde o inverno, com chuvas em excesso, temperaturas mais elevadas fora de época e geadas estão refletindo diretamente na safra de inverno no Alto Uruguai. Os agricultores destinaram 29.100 hectares ao trigo e 65% da área já foi colhida, mas a cultura apresenta perda de produtividade em torno de 30% comparando com a safra passada e a qualidade também é baixa. A maior parte do produto será destinada à ração, logo, o preço recebido também será mais baixo.

De acordo com o agrônomo da Emater, Nilton Cipriano de Souza, a média de produtividade estimada inicialmente era semelhante a da safra passada, com 3.200 quilos/hectare, mas está sendo de 2.200 quilos/ha – 31,25% a menos. “Além disso, a qualidade do cereal está ruim. Embora sejam 37sc/ha, o PH está em torno de 70, sendo destinado para ração. Para consumo humano o PH precisa ser acima de 78”, explica. Desta forma, o produtor obtém um valor mais baixo pelo produto.

A cevada ocupa 9.517 hectares no Alto Uruguai e foram colhidos 82% da área. A produtividade também está aquém da expectativa inicial que era de 3.600 quilos/ha e está em 1.440 quilos/ha, sendo de baixa qualidade, destinada a ração.

Conforme levantamento semanal da Emater, as condições climáticas não favoreceram as culturas nesta safra, fazendo com que até o momento mais de 760 produtores solicitassem o seguro agrícola (Proagro) para as culturas.

 

Soja está sendo implantada

A soja vai ocupar na região 45 mil hectares e está com 50% da área semeada. De acordo com Cipriano, o clima não interferiu no processo que deve ser concluído até o dia 20. Somente se alguma área recém implantada recebeu muita quantidade de chuva e transbordou terá de ser replantada, mas até o momento não houve registros.

Com relação à previsão de atuação do fenômeno La Niña entre o fim da primavera e início do verão, o agrônomo salienta que a princípio não há preocupações com as culturas de verão. “A semeadura da soja deve encerrar até o dia 20, estando em desenvolvimento vegetativo e a cultura é mais resistente a seca. Se não ocorrer uma estiagem muito prolongada acredito que não teremos problemas”, diz.

 

Estimativa para safra

Conforme a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a produção de grãos da safra 2017/2018 deve ficar entre 223,3 a 227,5 milhões de toneladas. Isso representa um recuo entre 6,2% e 4,4% em relação à safra passada, que foi de 238 milhões de toneladas.

 

 

Leia também

Publicidade

Publicidade

Blog dos Colunistas