Euro R$ 3,85 Dólar R$ 3,26

Publicidade

Erechim

Doméstica recebe homenagem em nome de rua

Por Assessoria
Foto Divulgação

Ana Maria Begotto terá o nome eternizado em artéria do Bairro Vale Dourado.

A noite da última segunda-feira (13) foi de emoção para os familiares de Ana Maria Begotto. A mulher que morreu em 5 de março de 2014, aos 71 anos de idade, foi homenageada por meio de um projeto de lei que denomina "Rua Ana Maria Begotto - Empregada Doméstica", artéria localizada no Bairro Vale Dourado, em Erechim. A proposta aprovada por todos os parlamentares durante sessão ordinária é de autoria do vereador Claudemir de Araújo (PTB).


Sobre a homenageada
Ana Maria Begotto nasceu em Erechim no dia 1º de setembro de 1942. Nascida da união matrimonial de Antonio Antunes de Souza e Angelina de Souza, integrava uma família formada por cinco irmãos. Em março de 1961 casou-se com Marcelino Begotto e teve sete filhos: Sergio Antonio, Inês Marina, Ivanir Liane, Luiz Carlos, Gilberto Antonio, Jussara Terezinha e Lilian, além de 27 netos e 32 bisnetos.
 "Dona Ana Maria", como era chamada apor amigos, morou com sua família no Bairro Presidente Vargas por 54 anos. Para garantir o sustento, criar e educar seus filhos, iniciou suas atividades como empregada doméstica na residência do empresário, Chico Pinto, onde trabalhou por 25 anos. Considerada uma pessoa dedicada, atuou também como empregada doméstica por 26 anos na residência da empresária Sirlei Massochin, totalizando mais de meio século dedicados ao trabalho em lares de família.
Quando completou 54 anos de vida, deixou o Bairro Presidente Vargas e fixou residência na Linha São Marcos, atual Bairro Estar do Chile, onde morou por 17 anos. 

 

Leia também

Publicidade

Publicidade

Blog dos Colunistas